Fonte: OpenWeather

    Vacinação


    Lira quer que Anvisa tenha 'melhores práticas' para liberar de vacinas

    polêmica com a Anvisa ocorre desde a aprovação da Medida Provisória (MP) 1003/20

     

    A polêmica com a Anvisa ocorre desde a aprovação da Medida Provisória (MP) 1003/20
    A polêmica com a Anvisa ocorre desde a aprovação da Medida Provisória (MP) 1003/20 | Foto: Divulgação

    O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), defendeu que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), responsável pela certificação de vacinas no País, adote melhores práticas, faça intercâmbios com outras agências e acelere a autorização dos registros de imunizantes contra a Covid-19. Segundo Lira, não se trata de “enquadrar a Agência”, mas fazer “tudo pelas vacinas”.

    A polêmica com a Anvisa ocorre desde a aprovação da Medida Provisória (MP) 1003/20 que determina que a agência conceda, em até 5 dias, autorização do uso excepcional de vacina aprovada, em caráter definitivo ou emergencial, por uma entre nove agências internacionais sanitárias.

    Técnicos do órgão querem que o presidente da República, Jair Bolsonaro, vete esse trecho da MP. No entanto, o Congresso também pode derrubar o veto de Bolsonaro.

    “Não se trata de enquadrar a Anvisa. A ciência levava dez anos para fazer uma vacina. Sob risco do mundo parar, ela ficou pronta em onze meses. Para o Brasil não parar, a Anvisa precisa buscar melhores práticas, fazer intercâmbios com outras agências do mundo e acelerar. Tudo pelas vacinas”, afirmou Lira por meio de suas redes sociais.

    *Com informações da Agência Câmara de Notícias