Fonte: OpenWeather

    Atendimento


    Alessandra destaca fila de espera zerada no Hospital Francisca Mendes

    Segundo a deputada, nos últimos cinco meses, a unidade hospitalar zerou a fila de hemodinâmica e contabilizou quase 200 cirurgias cardíacas

     

    A parlamentar também destacou a parceria entre a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e o Hospital
    A parlamentar também destacou a parceria entre a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e o Hospital | Foto: Divulgação

    Manaus - O Hospital Francisca Mendes foi destaque durante a sessão plenária da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) nesta quinta-feira (4). Na tribuna, a deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB) destacou a atuação da unidade mesmo durante a pandemia. Nos últimos cinco meses, o Francisca Mendes zerou a fila de hemodinâmica e contabilizou quase 200 cirurgias cardíacas. 

    Também foram realizados 225 cateterismos, 85 angiologias e 53 cirurgias cardíacas pediátricas. Para a parlamentar, isso demonstra a habilidade do hospital, atualmente gerido pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), de dar continuidade aos procedimentos apesar do momento que atravessamos. 

    “A realização contínua de cirurgias cardíacas no Francisca Mendes é uma luta que travo desde 2015. Me alegra saber que nos últimos cinco meses foram realizados tantos procedimentos e a fila de exames foi zerada. As cirurgias cardíacas vão continuar e o fato de parte da fila ter sido desafogada gera alívio, principalmente num momento onde as cirurgias tem sido adiadas ou canceladas em todo o país. A demanda é alta e está sendo suprida mesmo durante a pandemia. Isso se deve à toda a equipe que atende a unidade. 

    Alessandra também destacou a parceria entre a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e o Hospital Francisca Mendes no programa de residência médica, ampliando o atendimento e especializando médicos formados pela instituição.

    “A iniciativa é do reitor da universidade, professor Cleinaldo Costa, e intermediada por mim. A UEA produz conhecimento que precisa retornar ao povo do Amazonas e isso só pode acontecer se houver uma parceria nas ações. Esses profissionais vão converter o aprendizado em serviço de qualidade para a população da capital e interior do Amazonas”, completou.

    *Com informações da assessoria 

    Leia mais:

    Alessandra solicita implementação imediata de CNH Social no interior

    PL prevê comercialização de produtos agrícolas como serviço essencial

    Alessandra articula retorno de academias com protocolos de prevenção