Fonte: OpenWeather

    Lei Ambiental


    Proposta eleva imposto em áreas com desmatamento ou queimada

    O tributo será apurado pelo valor total do imóvel, considerada a base de dados atualizada da Receita Federal, até a recuperação plena dos danos ambientais

     

    O objetivo dos parlamentares é fazer com que a legislação ambiental seja cumprida
    O objetivo dos parlamentares é fazer com que a legislação ambiental seja cumprida | Foto: Divulgação

    Brasil - Tramita na Câmara dos Deputados, o Projeto de Lei 5456/20 que define regra para a incidência do Imposto Territorial Rural (ITR) sobre o imóvel autuado devido a desmatamento ou queimada ilegal nas áreas dos biomas Amazônia, Cerrado, Mata Atlântica e Pantanal.

    O texto muda a Lei do ITR. O tributo será apurado pelo valor total do imóvel, considerada a base de dados atualizada da Receita Federal, até a recuperação plena dos danos ambientais.

    Atualmente, a norma exclui do cálculo do ITR os valores relativos a construções, instalações e benfeitorias; culturas permanentes e temporárias; pastagens cultivadas e melhoradas; e florestas plantadas.

    “O projeto é uma resposta aos fortes apelos da sociedade mobilizada em favor da preservação ambiental e da crítica às práticas predatórias”, disseram os autores, o deputado Valmir Assunção (PT-BA) e outros 28 parlamentares.

    Tramitação

    O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

    *Com informações da Agência Câmara de Notícias

    Leia mais:

    Aumento da gasolina também causa impacto no preço do etanol

    'Com a BR-319 alcançaremos o desenvolvimento do AM' diz Eduardo Braga

    PF faz maior apreensão de madeira da história na Amazônia