Fonte: OpenWeather

    Bastidores


    Alessandra Campelo pode deixar Aleam para assumir o comando da Seas

    O ex-prefeito de Manacapuru, Angelus Figueira deverá substituir Alessandra no parlamento estadual

     

    Nos bastidores políticos, a parlamentar estaria perdendo força no partido Movimento Democrático Brasileiro
    Nos bastidores políticos, a parlamentar estaria perdendo força no partido Movimento Democrático Brasileiro | Foto: Divulgação

    Manaus - A deputada estadual Alessandra Campelo (MDB) deve deixar o parlamento estadual para assumir o comando da Secretaria de Estado da Assistência Social (Seas). Conforme informações dos bastidores, a parlamentar deve ser nomeada e tomar posse na pasta na próxima semana.

    Nos bastidores políticos, a parlamentar estaria perdendo força no partido Movimento Democrático Brasileiro (MDB) e corre o risco de não conseguir se lançar no pleito de 2022.

    Caso assuma o comanda da pasta, Alessandra irá substituir a assistente social Maricília Teixeira da Costa, que está no cargo desde maio de 2020.

    A Seas é responsável por todas as políticas públicas de assistência social, assumindo a coordenação do sistema descentralizado e participativo em toda sua plenitude na sua área de abrangência, preconizada na Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS), Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), Estatuto do Idoso (EI) e a Lei Maria da Penha, tendo suas bases assentadas nos princípios da sociedade democrática, pluralista, participativa e da garantia de direitos e prerrogativas do cidadão.

    Na Aleam, Alessandra possui destaque na condição de presidente da Comissão da Mulher, da Família e do Idoso da Casa, ela lidera o número de projetos de lei e iniciativas que cobram a efetividade de leis já existentes e apontam novos horizontes em relação à pauta da mulher em âmbito estadual, sendo autora de mais de 30 projetos voltados para o tema aprovados em plenário. No ano passado, foram apresentados 31 projetos de sua autoria, sendo 10 voltados para a questão da mulher.

    Suplente

    Caso a especulação seja concretizada, o ex-prefeito de Manacapuru e ex-deputado estadual Angelus Figueira assumira a cadeira de Alessandra no parlamento estadual.  Em 2018, Angelus foi candidato a deputado estadual pelo PSDC e teve 12.675 votos, ficando como suplente. Ano passado, Angelus tentou novamente voltar para prefeitura de Manacapuru, mas perdeu para Beto D’Ângelo.

    Leia mais:

    PL prevê comercialização de produtos agrícolas como serviço essencial

    Alessandra articula retorno de academias com protocolos de prevenção

    Alessandra sugere ação para barrar redução de impostos de bicicletas