Fonte: OpenWeather

    Pandemia


    Parlamentares articulam ações para evitar novo colapso no Amazonas

    Em contato direto com os órgãos de Saúde do Estado, parlamentares discutem ações de prevenção contra uma possível terceira onda de casos

     

    Parlamentares defendem a atuação alinhada entre a Prefeitura de Manaus e o Governo do Estado
    Parlamentares defendem a atuação alinhada entre a Prefeitura de Manaus e o Governo do Estado | Foto: Alexandre Sanches

    Manaus - Parlamentares do Legislativo estadual e municipal já articulam proposituras para tentar evitar um novo colapso no sistema de Saúde, causado pelo crescimento de casos da Covid-19 no estado. À luz de uma possível nova onda de casos, os parlamentares destacaram medidas propostas nas últimas semanas para que o Governo do Estado do Amazonas adote ações preventivas para este possível cenário.

    No mês de janeiro, o Amazonas sofreu com um grande colapso no sistema de Saúde, por conta de uma segunda onda de casos do vírus, que ocasionou na falta de oxigênio a pacientes em todo o Estado. Na iminência de uma terceira onda, conforme constantemente alertado por pesquisadores, a deputada Mayara Pinheiro Reis (Progressistas) declarou que irá convocar uma Audiência na Comissão de Saúde e Previdência (CSP) para discutir o assunto com órgãos de Saúde do Amazonas.

    A parlamentar declarou que é necessário que as autoridades de preparem para o enfrentamento de um novo crescimento nos casos, para que se não haja um novo grande colapso no sistema de Saúde.

    “Tenho acompanhado os rumores sobre uma possível terceira onda e por isso convoquei uma audiência publica na próxima semana com os órgãos de saúde SES, FVS, Semsa e demais autoridades para tratarmos do assunto. A partir do que for dito, poderemos elaborar medidas que visam evitar esse cenário. A vacinação ainda é a medida mais eficaz para nós conseguimos contornar a situação, o Estado anunciou a aquisição direta de 1 milhão de doses da Sputnik, algo que venho defendendo desde o início do ano. Torço para que nós consigamos adquirir mais doses, não só para imunizar a população da capital, mas do interior também", frisou. 

    O deputado Delegado Péricles (PSL) destacou que tem mantido contato com o Ministério da Saúde para estar a par do processo de vacinação e requerer prioridades. De acordo com o parlamentar, é um importante elemento para prevenir um novo crescimento exponencial no número de casos. 

    "Sempre trabalhei focado no aprimoramento do sistema de saúde público em nosso estado. Não tem como enfrentar um vírus sem que tenhamos o mínimo de recursos, estrutura, gestão - que na minha opinião é o que mais falta ao Amazonas há décadas. Tenho também mantido contato com o Ministério da Saúde, obtido informações sobre a vacinação, requerido prioridades e, como sempre, me disponibilizado para atuar no que for necessário. Tenho feito trabalho contínuo, não só fiscalizando e denunciando, mas principalmente destinando emendas impositivas para as unidades de saúde. A melhoria obtida por todas elas vai de um notebook ou insumos a ambulâncias e revitalização de salas cirúrgicas", afirmou.

    Vacinação em massa

    Também pensando nos riscos do surgimento de uma terceira onda, a deputada Nejmi Aziz (PSD) protocolou, em caráter de urgência, requerimento de indicação ao governador Wilson Lima (PSC) pedindo a abertura de hospitais de campanha, para agir de forma preventiva, além do início da vacinação em massa contra Covid-19 para toda a população amazonense.

    “Decretar lockdown é muito danoso para a economia popular, a alternativa mais viável seria estender horários de vacinação para todos os dias da semana e imunizar o máximo de pessoas possíveis. Só assim vamos evitar que mais pessoas sejam infectadas pelo coronavírus e aceleramos a chamada imunização de rebanho. É necessária a união de esforços para garantir que o Amazonas inicie rapidamente a vacinação em massa, contemplando a maior parcela da população, em caráter emergencial. Estou atenta às questões que implicam olhar o lado tanto do empregado, quanto do empregador e esta solicitação de vacina em massa ajudaria muito ambos os lados”, declarou a parlamentar.

    O vereador Sassá (PT) destacou que defende a atuação alinhada entre a Prefeitura de Manaus e o Governo do Estado para manter algumas limitações no cotidiano, seguindo as medidas sanitárias, para prevenir um novo colapso no sistema de saúde causado pelo aumento de casos. "Manaus está há muito tempo nesse colapso, o Governo fez o lockdown para tentar evitar aglomerações e eu sou a favor de que essas aglomerações como festas, que vemos aí todos os dias, sejam proibidas", disse.

    A Secretaria do Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM) declarou que recebeu um carregamento de medicamentos usados para intubação de pacientes em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), na última sexta-feira (26). De acordo com a Central de Medicamentos do Amazonas (Cema), foram enviados ao estado pelo Ministério da Saúde (MS), bloqueadores musculares utilizados no processo de intubação de pacientes em UTI.

    Também foi enviado ao Amazonas na sexta-feira uma remessa de remédio sedativo que também faz parte do “kit intubação”. Uma nova carga destes kits, com ampolas com medicação para o tratamento de pacientes infectados com o vírus, deve chegar entre hoje e amanhã no Amazonas, para reabastecer diversas unidades de saúde. 

    Leia Mais:

    Minorias querem ser representadas em políticas públicas

    Criação da campanha de incentivo à vacinação entra em pauta na Aleam

    Mayara convocará audiência para tratar da terceira onda de Covid-19