Fonte: OpenWeather

    Auxílio


    Vereador solicita auxílio aos feirantes das galerias populares

    O vereador propôs uma nova avaliação para que se incluam estes trabalhadores

     

    Em conversa com os permissionários ficou claro que uma parcela considerável deles não receberá o auxílio
    Em conversa com os permissionários ficou claro que uma parcela considerável deles não receberá o auxílio | Foto: Divulgação

    Em discurso na tribuna da Câmara Municipal de Manaus (CMM), nesta segunda-feira (19), o vereador Rodrigo Guedes (PSC) solicitou que todos os permissionários das três galerias populares administradas pela Prefeitura de Manaus: Espírito Santo, dos Remédios e do shopping Phelippe Daou, recebam o “Auxílio Empreendedor”, benefício do Executivo municipal concedido aos permissionários, empreendedores e informais. 

    De acordo com o vereador, em conversa com os permissionários ficou claro que uma parcela considerável deles não receberá o auxílio, por não se encaixarem em alguns critérios da regulamentação do benefício. O vereador propôs uma nova avaliação para que se incluam estes trabalhadores. 

    “Peço ajuda para que nós consigamos debater e rever que a Prefeitura inclua todos os permissionários das galerias populares que possuem cadastro na Prefeitura. E aí vamos resolver o problema, não haverá exclusão. Porque se nós colocarmos a execução deste auxílio empreendedor dentro dos oito critérios, como possuir Bolsa Família, por exemplo, já exclui quase todos eles”, defendeu o vereador.

    Além disso, o vereador ressaltou que pelas condições sociais agravadas pela pandemia, quando muitos não puderam trabalhar, os permissionários precisam do benefício.

    “Se eles estão lá é óbvio que eles precisam. Eles estão lá por conta de uma política social da Prefeitura de Manaus, que os retirou das ruas e os colocou nas galerias”. 

    Auxílio Empreendedor

    O Projeto de Lei nº 094/2021, que dispõe do Auxílio Empreendedor concedido aos permissionários, empreendedores e informais, foi discutido e aprovado no último dia 31 de março, na CMM. Foi encaminhado pela Prefeitura de Manaus à Casa Legislativa e concederá um auxílio emergencial de uma parcela única de R$ 300 a seis mil permissionários da capital amazonense.

    O vereador Rodrigo Guedes, junto à vereadora Professora Jacqueline (Podemos), solicitou a inclusão de feirantes das feiras livres e guias turísticos no grupo de beneficiados.

    *Com informações da assessoria

    Leia Mais:

    Congresso inicia sessão para analisar vetos presidenciais

    João Luiz propõe CNH Social para mototaxistas do interior do Amazonas

    Caso Henry: Câmara do Rio desliga Dr. Jairinho de Comissão de Justiça