Fonte: OpenWeather

    Mandato


    TSE confirma cassação de Adail Filho e prepara novas eleições em Coari

    O Tribunal reiterou, na decisão, de que houve continuidade de grupo familiar na Prefeitura quando da eleição de Adail Filho, uma vez que seu pai, Adail Pinheiro, já havia sido prefeito de 2012 a 2016, mesmo tendo sido cassado em 2015

     

    A decisão é do ministro Tarcísio Vieira de Carvalho
    A decisão é do ministro Tarcísio Vieira de Carvalho | Foto: Divulgação

    O  Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu, nesta quinta-feira (28), manter a cassação do registro de candidatura do prefeito eleito de Coari, Adail Pinheiro Filho (PP).

    A decisão é do ministro Tarcísio Vieira de Carvalho que julgou os recursos de Adail e do vice-prefeito, Keitton Pinheiro, e concordou com o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) que se manifestou sobre a ilegalidade no fato de integrantes do mesmo núcleo familiar exercerem mandados por mais de duas legislaturas consecutivas.

    Com a decisão do TSE, o TRE-AM deve realizar novas eleições em Coari dentro de 40 dias.

     

    Na sentença, o ministro apontou que houve “efetivo exercício do mandato, de forma a impedir a reeleição (de Adail Filho) bem como a perpetuação de grupos familiares no poder, o que denota a higidez da solução empregada na origem”. 

    O TSE também reiterou, na decisão, de que houve continuidade de grupo familiar na Prefeitura após a  eleição de Adail Filho, uma vez que seu pai, Adail Pinheiro, já havia sido prefeito de 2012 a 2016, mesmo tendo sido cassado em 2015. 

    Leia mais:

    Cumprimento de leis para deficientes auditivos é destaque na Aleam

    Vereadora propõe construção de creches em conjuntos habitacionais

    Assembleia Legislativa repudia agressão em Shopping de Manaus