Fonte: OpenWeather

    Política


    Pleno do TJAM escolhe dois juízes para vagas de desembargadores

    Na pauta também está prevista a remoção de magistrados entre comarcas do interior do Amazonas.

     

    Pleno do TJAM escolhe na próxima terça-feira dois juízes para vagas de desembargadores
    Pleno do TJAM escolhe na próxima terça-feira dois juízes para vagas de desembargadores | Foto: Divulgação

    Manaus (AM) - O Pleno do Tribunal de Justiça do Amazonas realizará na sessão, por videoconferência, da próxima terça-feira (11) a escolha de dois juízes para ocupar as vagas de desembargadores do colegiado, de acordo com os Editais n.º 04 e n.º 05/2021. 

    Uma das vagas será preenchida pelo critério de merecimento, aberta após o falecimento do desembargador Aristóteles Lima Thury, em fevereiro deste ano.

    Neste processo, estão inscritos dez juízes: Mirza Telma de Oliveira Cunha; Cezar Luiz Bandiera; Henrique Veiga Lima; Cleonice Fernandes de Menezes Trigueiro; Paulo Fernando de Brito Feitoza; Rosselberto Himenes; Abraham Peixoto Campos Filho; Marco Antônio Pinto da Costa; Vicente de Oliveira Rocha Pinheiro e Roberto Santos Taketomi.

    A segunda vaga será preenchida seguindo o critério de antiguidade, em decorrência da aposentadoria do desembargador Sabino da Silva Marques, ocorrida no início de março.

    Para esta escolha estão inscritos cinco magistrados: Onilza Abreu Gerth; Mirza Telma de Oliveira Cunha; Cleonice Fernandes de Menezes Trigueiro; Rosselberto Himenes e Jaci Cavalcanti Gomes Atanázio.

    Remoções no interior

    A pauta da mesma sessão virtual também lista processos administrativos para o preenchimento de vagas, pelo processo de remoção, para comarcas do interior do Amazonas, previsto no Edital n.º 05/2020, disponibilizado no Diário da Justiça Eletrônico de 14.02.2020.

    Entre as varas ou comarcas listadas estão: 1.ª Vara de Iranduba, pelo critério de merecimento; 1.º Juizado Especial Cível e Criminal de Manacapuru, por antiguidade; Comarca de Caapiranga, por merecimento; e 1.º Juizado Especial Cível e Criminal de Itacoatiara, por antiguidade.

    Outro processo de remoção em pauta é para a Comarca de Boca do Acre, pelo critério merecimento, conforme o Edital n.º 01/2021.

    *Em Tempo com informações da assessoria

    Leia mais:

    Bolsonaro: "Sem voto impresso, não terá eleição em 2022"

    Cemitérios vão receber visitantes neste fim de semana