Fonte: OpenWeather

    Modelo


    Deputado do AM defende agricultura sustentável criada por Paolinelli

    O parlamentar se referiu ao trabalho do engenheiro agrônomo Alysson Paolinelli, 84, indicado ao Prêmio Nobel da Paz 2021

     

    Na opinião de Figueira, o trabalho do engenheiro agrônomo tem sido um diferencial no Brasil
    Na opinião de Figueira, o trabalho do engenheiro agrônomo tem sido um diferencial no Brasil | Foto: Divulgação

    O  deputado estadual Angelus Figueira (DC) disse, durante pronunciamento nesta quarta-feira (26), na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), que o Estado pode ter uma produção sustentável e levar benefício social e econômico a população.

    O parlamentar se referiu ao trabalho do engenheiro agrônomo Alysson Paolinelli, 84, indicado ao Prêmio Nobel da Paz 2021, por sua dedicação ao desenvolvimento da agricultura tropical sustentável. Figueira acredita que o Amazonas tem que seguir esse exemplo. 

      “Quando ministro da agricultura, ele modernizou o setor e tirou o Brasil da condição de importador para exportador de alimentos. Paolinelli propõe a produção organizada, do ponto de vista sustentável no bioma tropical (amazônico, africano). É o projeto com que sempre sonhamos para o nosso Estado; e, com certeza, a implantação, a intensificação de um plano desta ordem vai trazer benefícios econômicos e sociais, principalmente ambientais para o bioma tropical”, acredita o parlamentar.  

    Na opinião de Figueira, o trabalho do engenheiro agrônomo tem sido um diferencial no Brasil.

    “Ele tem sido a mudança. Nós, que tivemos no cerrado uma área improdutiva ao longo de alguns séculos, hoje temos uma área que produz muito. Nós sonhamos e acreditamos que na Amazônia, com cacau, café, borracha, castanha, pau-rosa, com tantos produtos, podemos ter uma produção sustentável e levar benefício social e econômico para nossas populações”, avaliou.

    Mas, para que isso ocorra, Angelus Figueira segue “batendo na tecla” de que é preciso destravar questões ambientais e fundiárias. 

    “O governo tem feito um grande esforço: e agora esta Casa Legislativa precisa destravar a questão ambiental e fundiária. Com o trabalho que a Embrapa vem fazendo, com o projeto de Paolinelli, nós vamos, com certeza, ver um Brasil diferente e ver um bioma tropical mundial ter uma evolução social e econômica que possa se justificar, do ponto de vista do repeito com as populações destes biomas”, disse o deputado, agradecendo pelo apoio que tem recebido dos colegas deputados e deputadas para que o Estado vença as situações que travam o desenvolvimento do setor primário, como o pouco financiamento por parte dos bancos públicos.

    “É preciso investir, até porque o homem da Amazônia é sábio, ele preserva e sabe os caminhos para o desenvolvimento”, concluiu Figueira. 

    *Com informações da assessoria

    Leia Mais:

    Wilson Lima e 8 governadores são convocados para depor na CPI da Covid

    Eduardo Braga alerta governo federal sobre obras no Amazonas

    Deputado do AM repudia fala de Mayra Pinheiro sobre 'pênis' na Fiocruz