Fonte: OpenWeather

    IRREGULARIDADE


    MP pede multa a Bolsonaro por propaganda eleitoral em evento no Pará

    Campanhas só podem ser realizadas em período próximo das eleições, o qual é definido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE)

    Bolsonaro exibiu camisa sobre as eleições de 2022 | Foto: Reprodução

    O Ministério Público Eleitoral entrou com representação no Tribunal Superior eleitoral (TSE) pedindo aplicação de multa ao presidente Jair Bolsonaro e outros políticos por propaganda antecipada e conduta vedada ao agente público.

    O MPE baseia o pedido em camisa utilizada por Bolsonaro na sexta-feira (18). Na roupa, havia a estampa "É melhor Jair se Acostumando. Bolsonaro 2022". O presidente entregava títulos de propriedade rural em Marabá (PA) e o evento foi transmitido ao vivo pela TV Brasil, canal público do governo. 

    Para o vice-procurador-geral Eleitoral, Renato Brill de Góes, autor da denúncia, Bolsonaro faz expressa menção a 2022 e à intenção de concorrer à candidatura. O comportamento é vedado pela legislação eleitoral, pois causa desequilíbrio na disputa, além de ferir a igualdade de oportunidade dos candidatos. 

    A camisa foi dada a Bolsonaro por apoiadores, durante o evento. Ao receber o presente, ele leu o que dizia a estampa e, em seguida, exibiu em direção á plateia e à transmissão ao vivo que a TV Brasil realizava no momento.

    *Com informações da Veja

    Leia mais:

    "Bandidagem tá armada", diz Bolsonaro ao defender armamento

    Caçada a Lázaro Barbosa completa 10 dias; veja linha do tempo da fuga

    Políticos do AM querem mudança na Lei de Improbidade Administrativa