Fonte: OpenWeather

    Política


    Arthur vai analisar criação da ‘Secretaria da Mulher’

     
    No encontro, Arthur anunciou a construção de 3,5 mil casas populares para mulheres – foto: divulgação
     
    Em reunião com representantes de entidades ligadas aos direitos da mulher, ontem (9), o prefeito Arthur Virgílio Neto reafirmou seu compromisso em desenvolver políticas públicas voltadas para a população feminina e analisar a reivindicação pela criação da Secretaria da Mulher.
     
    “Eu vejo com a maior simpatia a criação da secretaria, que é uma reivindicação muito forte do movimento de mulheres. Fiquei muito feliz porque discutimos saúde, educação, habitação, entre outros temas”, afirmou o prefeito.
     
    Na questão da educação, o prefeito garantiu que a prefeitura irá inaugurar creches e falou também sobre a Escola da Mulher. Sobre o abastecimento de água, o prefeito afirmou que está resolvendo o impasse do Programa Águas para Manaus (Proama) e cobrando da concessionária Manaus Ambiental a melhoria do serviço, implantação da Tarifa social, redução da taxa de esgoto e interligação gratuita à rede para famílias carentes.
     
    Arthur anunciou a construção de 3,5 mil casas populares, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Habitação (Seminf), cujos títulos serão entregues a mulheres. O prefeito também vai avaliar a necessidade de colocar endocrinologistas e ginecologistas nas Unidades Básicas de Saúde.
     
    O prefeito ressaltou que as mulheres precisam ser vistas com todo o respeito e atenção. “Nosso governo será muito fortemente voltado para a mulher. As nossas ações vão evidenciar esse compromisso muito claro que vai ficar patente cada dia, cada vez mais”, disse.
    ReivindicaçõesA presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, Florismar Ferreira, afirmou que as reivindicações feitas ao prefeito são uma continuidade do plano de ação, que envolve saúde, geração de renda, combate à violência, habitação, água, creches porque isso é fundamental na vida da mulher.
     
    “O conselho tem uma agenda de atividades junto com os movimentos sociais. A implantação da secretaria, que é muito importante para os movimentos sociais, que vai dar esse empoderamento às mulheres manauaras. Estamos dialogando com o prefeito para ver a possibilidade de implantar essas políticas públicas, principalmente as creches”, explicou.