Fonte: OpenWeather

    Judiciário


    Desembargadora Nélia Caminha representa o AM em encontro no Maranhão

    O encontro é promovido pelo Colégio Permanente de Corregedores-Gerais dos Tribunais de Justiça e foi organizado para favorecer o intercâmbio de experiência entre magistrados

     

    O encontro  foi organizado com dez palestras para favorecer o intercâmbio de experiência entre magistrados que atuam nos órgãos de correição da Justiça.
    O encontro foi organizado com dez palestras para favorecer o intercâmbio de experiência entre magistrados que atuam nos órgãos de correição da Justiça. | Foto: Acervo CGJ/AM

    São Luís (MA) - Para debater a importância e o impacto das novas tecnologias nos serviços judiciários brasileiros, a corregedora-geral de Justiça do Amazonas, desembargadora Nélia Caminha e os juízes-corregedores auxiliares, Elza Vitória de Mello, Igor Campagnolli e Vanessa Leite Mota estão representando o Poder Judiciário Estadual no 87º.  Encontro do Colégio Permanente de Corregedores-Gerais dos Tribunais de Justiça, iniciado nesta quinta-feira (25) em São Luís-MA.

    O encontro é promovido pelo Colégio Permanente de Corregedores-Gerais dos Tribunais de Justiça e foi organizado com dez palestras para favorecer o intercâmbio de experiência entre magistrados que atuam nos órgãos de correição da Justiça.

      Dentre os conferencistas, o encontro de formação conta com a participação da Corregedora Nacional de Justiça e Ministra do Superior Tribunal de Justiça, Maria Thereza de Assis Moura e também do Ministro do Superior Tribunal de Justiça, Reynaldo Soares da Fonseca.  

    Para a corregedora-geral de Justiça do Amazonas, desembargadora Nélia Caminha, o encontro é oportuno para socializar conhecimentos e experiências, com o objetivo de aprimorar a prestação da Justiça.

    "

    O Colégio Permanente de Corregedores tem como uma de suas atribuições promover o intercâmbio de experiências e este 87º. Encoge, ao abordar como tema central o impacto das novas tecnologias nos serviços judiciários, propiciará atualizações e a socialização de boas práticas para serem aplicadas pelas corregedorias de nossos tribunais. Fizemos questão de participar deste evento, com nossa equipe de magistrados, e pretendemos disseminar o que foi assimilado, no Amazonas. "

    Nélia Caminha, desembargadora

     

    Nesta sexta-feira (26), segundo dia de Encoge, além das conferências, também está programada uma reunião plenária com a participação de todos os corregedores-gerais de Justiça do País, e na referida plenária, a elaboração da “Carta de São Luís” com o resultado dos dois dias de debates.

    Leia mais:

    ‘É necessário que a mulher participe mais da política do nosso país'

    Deputados apoiam mais tempo de juízes no interior do AM

    Unidade móvel do TJAM oferece atendimento gratuito à população do Alvorada