Fonte: OpenWeather

    Filiação


    De saída do PL, Marcelo Ramos é cobiçado por partidos na Câmara

    Oficialmente ainda compondo o PL, o parlamentar não esconde que pretende sair da sigla após a filiação de Bolsonaro e as demais legendas cobiçam o vice-presidente da Câmara Federal

     

    | Foto: Divulgação

    Manaus (AM) - Desde o anúncio de filiação do Presidente Bolsonaro ao Partido Liberal (PL), que ocorreu na última terça-feira (30), as relações do partido com outros membros ficaram estremecidas. No Amazonas, o deputado federal Marcelo Ramos, já havia declarado que a vinda de Bolsonaro ao seu partido traria incômodo, e afirmou que com a oficialização, anunciaria qual rumo tomaria politicamente. 

    No dia da cerimônia de oficialização, o deputado declarou em suas redes sociais:

    “Hoje é dia de festa no PL, respeitarei isso. Como já disse, não estarei nesse palanque, mas em respeito a um partido que sempre me respeitou e prestigiou, só amanhã me manifestarei sobre as decisões que tomarei após essa filiação”, afirmou ele na publicação. 

      O cientista político Carlos Santiago afirma que a possibilidade da saída de Marcelo Ramos, ainda gira em torno de muitas especulações, tendo em vista que o mesmo ainda tem o início de abril de 2022 para tomar a decisão.  

    "Deve pesar não só o partido mas também as condições reais de formar uma chapa partidária onde ele tenha condições altas para uma possível reeleição. Para isso é necessário um partido forte, com muitas lideranças e com uma boa estrutura que auxilie a chapa na vitória", analisou ele. 

    Apesar de não haver anúncio oficial por parte do vice-presidente da Câmara acerca das decisões que tomará a partir da filiação de Bolsonaro, as articulações de outros partidos que poderão ser considerados a nova casa de Marcelo, já começaram. Dentre os possíveis, Ramos está sendo cotado para grupos partidários como Solidariedade, PSD e União Brasil.

    O ex-deputado federal Pauderney Avelino, que integra o recém-criado União Brasil, afirmou que Marcelo Ramos, seria um ótimo acréscimo para o partido e confirmou que conversa sobre uma possível filiação, já ocorreu entre eles. 

    "

    Eu tenho uma boa relação com o deputado Marcelo e obviamente conversei por telefone com ele, ainda não tive uma conversa presencial. O que eu disse a ele é que ele seria muito bem-vindo ao nosso partido. Marcelo é um bom quadro, uma pessoa que tenho respeito, amizade e carinho. Está fazendo um excelente mandato "

    , salientou.

     

    Bosco Saraiva, filiado do partido Solidariedade, disse que o grupo está de portas abertas para receber o deputado e se demonstrou entusiasmado com a possibilidade de filiação. 

    “O presidente do meu partido Solidariedade, deputado Paulinho Pereira, fez o convite oficial ao Deputado Marcelo Ramos e mantém o partido de portas abertas. Para mim, seria um grande prazer ter o meu conterrâneo, Marcelo, no nosso Solidariedade”, disse Saraiva.

    Membro do Partido Social Democrático (PSD), o deputado federal Sidney Leite, pontuou que sem dúvidas a filiação de Ramos representaria uma grande aquisição para o grupo, tendo em vista que a atuação do deputado somariam positivamente com os trabalhos realizados pelo partido no Amazonas.

    "

    Marcelo Ramos é um deputado que tem uma atuação no Parlamento e se for de seu interesse ir para o PSD, ele com certeza será muito bem-vindo em somar com os nossos ideais. Quanto ao seu destino, só quem pode responder é ele. Mas antecipo, que se o mesmo tiver interesse será muito bem recebido pelo partido "

    , pontuou Leite.

     

    Leia mais: 

    Presidente do TCE-AM participa de assembleia de entidades na Colômbia

    Vereador Thammy Miranda deixa PL após filiação de Bolsonaro

    “Na vida, a Bíblia; no STF, a Constituição”, diz André Mendonça