Fonte: OpenWeather

    Desfiliação


    Marcelo Ramos anuncia sua saída do PL

    No início da tarde desta terça-feira (7), o deputado federal Marcelo Ramos, anunciou em live no Instagram a sua decisão de se desfiliar do Partido Liberal (PL)

     

    Ramos salientou que o momento de escolha do partido ainda está em análise, e que pretende manter seu mandato independente.
    Ramos salientou que o momento de escolha do partido ainda está em análise, e que pretende manter seu mandato independente. | Foto: Divulgação

    Brasília (DF) - No início da tarde desta terça-feira (7), o deputado federal Marcelo Ramos, anunciou em live no Instagram a sua decisão de se desfiliar do Partido Liberal (PL). A escolha do vice-presidente da Câmara se deu após a oficialização da filiação do Presidente Jair Messias Bolsonaro ao PL.  

    “Hoje em diálogo com o presidente Valdemar, chegamos a um acordo e recebi a autorização de me desfiliar através de uma carta, que registra essa incompatibilidade política da minha presença diante do novo projeto político eleitoral do partido diante da filiação do presidente Bolsonaro”, disse Marcelo. 

    Na carta, o partido esclareceu que tomou conhecimento de que Marcelo Ramos havia exposto publicamente suas divergências partidárias e políticas com o grupo, e isso resulta na decisão de se manter insustentável a permanência do mesmo na agremiação. Devido ao caráter público das declarações político-partidárias, o PL afirmou que a permanência do deputado no grupo causará constrangimento para ambas as partes.

     

    | Foto: Divulgação

    Diante da assinatura do documento pelo Presidente Nacional do Partido Liberal, Valdemar Costa Neto, Ramos anunciou sua decisão de efetivamente sair do Partido Liberal e disse que apresentará uma “ação declaratória de justa causa” ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que deverá ser analisada pelo tribunal antes de efetivar sua desfiliação.

    No momento de espera das decisões do TSE diante do pedido, Marcelo Ramos aproveitou a live de hoje para anunciar a sua decisão de se desvincular do Partido, por incompatibilidade. 

    "Nessa etapa, é o anúncio da decisão de me desfiliar do PL. O momento da desfiliação ainda depende de uma medida posterior relacionada a ação declaratória de justa causa", disse ele. 

    Apesar do pedido de "separação" com o PL, Marcelo anunciou que em acordo com o PL, ele mantém seus cargos de deputado federal e vice presidente da câmara em nome do Partido até o fim dos mandatos. 

    O deputado também salientou que irá aproveitar esse momento de espera para decidir qual o partido que irá se filiar. O mesmo já recebeu propostas de partidos como o PSD, PDT, PSB, Republicanos e Podemos, entretanto, afirmou que irá neste momento irá focar nas questões das necessidade do país.

    “Estou dialogando com vários setores, mas não é momento de gastar energias com isso. Meu rumo é tentar ajudar o país a superar esse momento difícil”, afirmou. 

    Segundo as falas do parlamentar, apesar das relações com o Partido Liberal estarem em um estado inconciliável, devido ao seu incômodo pessoal de estar embarcado em um projeto que não acredita, o mesmo demonstrou sentimento de gratidão ao partido que deixa.

    “Casamento às vezes acaba e vai cada um para o seu lado. Que bom que às vezes acaba de maneira agradável. Isso que eu quero guardar do PL, o partido que me deu a chance de disputar os cargos mais importantes que eu já disputei, me deu a chance de ser vice-presidente da câmara, que foi correto comigo em todas as tratativas. E a gora, reconhecemos que o momento é de incompatibilidade”, disse Ramos. 

    Leia mais: 

    De saída do PL, Marcelo Ramos é cobiçado por partidos na Câmara

    “Não sei nem quem é Menezes", diz Marcelo Ramos sobre filiação ao PL

    De olho na reeleição, Bolsonaro oficializa filiação ao PL