Fonte: OpenWeather

    Política


    Família realiza protesto pedindo justiça por morte

    A revolta da família é que o condutor do veículo causador do acidente estava bêbado - foto: Joel Rosa
     
     
    Familiares e amigos do ex-funcionário de uma empresa de TV a cabo, Paulo Motta, morto em um acidente de trânsito há pouco mais de um ano, realizaram um protesto na manhã deste sábado pedindo justiça e punição aos culpados.
     
    A manifestação começou às 7h30 com uma panfletagem nos sinais da Compensa, Zona Oeste de Manaus. Ao fechamento dos sinais de trânsito, amigos e familiares gritavam por justiça. “Paulo foi vítima de um motorista bêbado. Queremos mostrar que a bebida não combina com direção, as pessoas precisam se conscientizar”, afirmou o coordenador de vendas, Marcelo Assante, 32, amigo da vítima.
     
    De acordo com a esposa de Paulo, Christiane Rodrigues, 32, que também estava no carro no dia do acidente e há um ano está na cadeira de rodas, o casal estava voltando para casa no dia 13 de janeiro quando ao cruzarem a avenida Brasil foram atingidos por um veículo que avançou o sinal vermelho.
     
    A revolta da família é que o condutor do veículo causador do acidente, um rapaz de 19 anos que não foi identificado, estava dirigindo alcoolizado até hoje não foi punido. Parentes denunciaram também, que a gravações do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) foi editada. “Nas gravações é possível ver a batida, mas não se sabe o porquê Paulo e Christiane não aparecerem. Estão querendo beneficiar o culpado”, contou o Cláudio Videl, cunhado de Motta.