Fonte: OpenWeather

    Saúde E Bem Estar


    Confira dez doenças que podem te matar em 24 horas

    A World Health Organization listou dez doenças que podem matar em 24 horas.

    Varíola
    Após infecção do trato respiratório, o vírus multiplica-se nas células e espalha-se primeiro para os órgãos linfáticos e depois via sanguínea para a pele, onde surgem as pústulas típicas, primeiro na boca, depois nos membros e de seguida generalizadas.

    Cólera
    Afetando apenas humanos, produz intensas diarreias. As perdas de água podem atingir os 20 litros por dia, com desidratação intensa e risco de morte, particularmente em crianças. O risco de morte é de 50% se não for tratado.

    Doença de Chagas
    Causa alargamento dos ventrículos em 20% a 30% levando a insuficiência cardíaca.

    Dengue hemorrágica
    Depois da picada do mosquito com o vírus, os sintomas se manifestam normalmente do 3º ao 15º dia. Esse período é chamado de incubação. É só depois do período de incubação que os seguintes sintomas como sangramento pelo nariz, boca e gengivas começam a aparecer.

    Doença meningocócica
    É causada por uma bactéria chamada Neisseria meningitidis, um tipo de bactéria diplococo gram-negativo que em cerca de 10% da população habita o trato respiratório superior sem causar sintomas da doença.

    Ebola
    No estágio final da doença, o paciente apresenta hemorragia interna, sangramento pelos olhos, ouvidos, nariz e reto, danos cerebrais e perda de consciência.

    Fasciíte necrosante
    As bactérias penetram as camadas mais fundas da pele e tecidos subcutâneos, espalhando-se rapidamente pelas fáscias superficiais e tecido subcutâneo.

    AVC
    Podendo ser fatal nas primeiras três horas, um ataque de AVC obstrui o fluxo de sangue que alimenta o cérebro. Os sinais são: dificuldade para engolir, dores de cabeça fortes, alteração da visão.

    Mrsa
    Dentro de 24 horas, uma forma gangrenosa de pneumonia irá asfixiar suas vítimas e causar falência de órgãos.

    Peste Negra
    Causada pela bactéria Yersinia pestis e transmitida por pulga infectada. Mesmo se tratada com antibióticos, excepto se na fase inicial, a peste tem ainda uma mortalidade de 15%. Matou 1/3 da população européia.

    Fonte: Portal do Médico