Fonte: OpenWeather

    Canabidiol


    Medicamentos à base de cannabis já podem ser importados em Manaus

    Importação do medicamento, autorizada pela Anvisa, deve ser prescrita por especialistas da área de saúde

    O  canabidiol já pode ser usado para fins terapêuticos e medicinais, desde que siga normas e padrões  da Anvisa
    O canabidiol já pode ser usado para fins terapêuticos e medicinais, desde que siga normas e padrões da Anvisa | Foto: Divulgação

    Manaus - A comercialização de medicamentos feitos à base do Cannabis em especial do canabidiol (CBD) e do tetrahidrocanabinol (THC), para fins medicinais, já é uma realidade em todo território brasileiro. Agora, o  canabidiol que até então estava na lista de substâncias proibidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) pode ser usado para fins terapêuticos e medicinais, desde que siga normas e padrões para sua comercialização.  

    De acordo com o representante da Ecogenlabs no Amazonas, o farmacêutico André Fiorini, atualmente, a única via legal de aquisição do CBD é por meio de importação autorizada pela Anvisa. “Munido de prescrição, o paciente ou responsável legal solicitam a autorização de importação por meio de um simples cadastro no site da Anvisa”, explica o farmacêutico que, também, destaca que logo após a emissão da autorização, a importação é solicitada e o produto chega no endereço fornecido.

    Benefícios e avanços nas pesquisas

    Médico Marck Arthur Loureiro Stork
    Médico Marck Arthur Loureiro Stork | Foto: Divulgação

    Estudioso sobre o assunto, o médico Marck Arthur Loureiro Stork, especialista em Medicina da Família e Comunidade, explica que os principais benefícios do uso da cannabis medicinal estão relacionados principalmente com o efeito regulador que esse fitoterápico tem no sistema endocanabinóide, sistema esse, de sinalização endógena que atua fisiologicamente na regulação da homeostase energética e no metabolismo.

    “Ele  foi descoberto há menos de 30 anos, ainda não tem seus estudos concluídos mas de qualquer forma é uma  ação reguladora de algo que se expande por todo o corpo e que portanto vai ajudar a evitar os excessos das ações do nosso corpo e tentar minimizar o efeito danoso  de tudo aquilo que está funcionando muito pouco, ou seja, ação reguladora, que traz uma harmonia de funcionamento orgânico”, observa o médico.  

    O médico lembra que estudos e utilização da cannabis de forma medicinal já eram feitos a cerca de 2.800 anos AC no mundo oriental, no entanto, a humanidade deixou de utilizar essa ferramenta terapêutica e reguladora do corpo. Doenças como epilepsia, esclerose múltipla, onde o volume de estudos científicos e bastante robusto, dores crônicas de variadas causas incluindo até mesmo o câncer, neuropatia diabética que é uma complicação bastante frequente, Alzheimer, o Parkinson e quadros moderados e graves de ansiedade também estão na lista de doenças que podem ser tratadas com o medicamento.

    Informação - O farmacêutico ressalta a importância de atividades de conscientização e esclarecimentos sobre os avanços científicos e novas descobertas, tanto para  facilitar o acesso à informação, como para abertura de caminhos para sua importação. “Divulgo os produtos, os trabalhos e evidências científicas relacionadas ao uso da Cannabis medicinal junto a médicos, instituições e pacientes por meio de visitas, palestras e com apoio da imprensa", destaca André.

    A EcoGen Laboratories, instalou sua representação farmacêutica em Manaus em novembro de 2019. A sede é no Colorado, Estados Unidos e é considerada uma das maiores empresas de produtos à base de Canabidiol daquele país. Tem desenvolvido um trabalho de levar informações embasadas cientificamente à classe médica e à população amazonense sobre os procedimentos para se adquirir o medicamento. Informações pelo número (92) 99426-9831 e nos sites: www.ecogenlabs.com e www.cannameds.com.   *Com informações da assessoria