Fonte: OpenWeather

    Saúde


    Mutirão de consultas e exames atende quase 900 pacientes em três dias

    Ação do Governo do Amazonas para pacientes agendados pelo Sisreg vai até esta terça (25/02), na Policlínica Gilberto Mestrinho

    A ação visa reduzir o tempo de espera de quem tem consultas e exames agendados no Sistema de Regulação | Foto: Foto: Divulgação/Secom

    Manaus - O mutirão de consultas e exames realizado pelo Governo do Amazonas, na Policlínica Gilberto Mestrinho, Centro, Zona Sul de Manaus, atendeu 891 pacientes entre sexta-feira (21) e domingo (23). A ação visa reduzir o tempo de espera de quem tem consultas e exames agendados no Sistema de Regulação (Sisreg), segue até esta terça-feira (25/02), e deve alcançar 1.500 atendimentos.

    Os procedimentos incluem exames de ultrassonografia e consultas em cirurgia ginecológica, fonoterapia e cardiologia com risco cirúrgico. Estão sendo realizadas ainda testagens rápidas e aconselhamento para sífilis, HIV e hepatites A e B, entre outras Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs).

    O Amazonas reduziu em 65,8% a fila de espera por consultas e exames do Sisreg, no último ano. De acordo com dados do Complexo Regulador do Amazonas, em janeiro de 2019 estavam na fila da regulação 255.543 pessoas. Em janeiro de 2020, o número caiu para 87.238 pessoas.  

    Com o mutirão, espera-se reduzir em torno de 60% a fila, tanto para ultrassonografia quanto para cardiologia, risco cirúrgico e ginecologia.

    Agendamentos

    A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) está confirmando exames e consultas previamente com os pacientes agendados no Sisreg, respeitando a ordem da fila. No caso das testagens para sífilis, HIV e hepatite, a demanda é livre durante todo o mutirão.

    A equipe da Policlínica, formada por médicos e outros servidores, está envolvida na ação, bem como cinco assistentes sociais voluntárias, que participam do mutirão para atender e orientar os pacientes. Ao todo, 35 profissionais compõem a equipe de atendimento.

    Fim da espera

    A manhã desta Segunda-Feira de Carnaval (24/02) foi de movimento intenso na Policlínica. A auxiliar de serviços gerais Maria do Carmo Rodrigues, que espera há dois anos por um exame ginecológico, foi atendida e agora espera pela cirurgia. Outra paciente foi Valquíria Bezerra, autônoma, que o mutirão marcou o fim de uma espera que começou em 2017. 

    Último dia

    Na Terça de Carnaval (25/02), último dia da ação, o mutirão prevê a realização de 50 ultrassonografias, das 14h às 18h; 30 consultas em cardiologia com risco cirúrgico e 50 consultas em cirurgia ginecológica, das 9h às 15h; e 20 consultas em fonoaudiologia, do meio-dia às 15h.

    As testagens rápidas e aconselhamentos para DSTs serão oferecidos das 9h às 15h, com demanda livre. Este tipo de atendimento também é realizado durante o funcionamento normal da Policlínica Gilberto Mestrinho, para todos os pacientes que procurarem o serviço.

    *Com informações da assessoria