Fonte: OpenWeather

    Nutrição


    Veja as frutas da Amazônia que fortalecem a imunidade contra Covid-19

    Especialistas dão dicas de frutas amazônicas para fortalecer a imunidade contra gripes

    Cupuaçu
    Cupuaçu | Foto: Reprodução/Wikipedia

    Manaus - A pandemia do coronavírus já é uma realidade na Amazônia. O Brasil, um dos países que têm a maior floresta tropical do mundo como território, somava 1.891 casos de covid-19 confirmados até esta segunda-feira (23). A tendência é que esse número cresça e o Ministério da Saúde prevê esse aumento para os meses de maio e junho. Para que você saiba como encarar a crise do coronavírus e diminua riscos de infecção, o EM  TEMPO entrevistou especialistas e colheu as melhores dicas de frutas amazônicas, além de outras, para combater o Covid-19 e outras gripes. É importante ressaltar que a doença ainda não possui cura, mas as dicas abaixo podem auxiliar nos sintomas. 

    "As frutas da nossa região, em geral, são ricas em vitamina C. Elas podem ser consumidas in natura ou na forma de suco. Sendo que nesse último caso, o ideal é beber na hora para absorver todos os nutrientes, já que a vitamina C, por exemplo, se desintegra muito facilmente", comenta a nutricionista Keliany Alves, do Grupo América e Sistema Hapvida. 

    Nutricionista Keliany Alves
    Nutricionista Keliany Alves | Foto: Divulgação

    Do mesmo grupo, a nutricionista Renata Vieira diz que é preciso ter cuidado na hora de ingerir as frutas, porque caso sejam trituradas para fazer suco, por exemplo, podem perder os nutrientes. O mesmo acontece se adicionar açúcar, segundo a profissional. 

    Cupuaçu

    Cupuaçu
    Cupuaçu | Foto: Reprodução/Wikipedia

    Rico em vitamina C, indicado para o fortalecimento do sistema imune contra gripes, como coronavírus. Essa fruta auxilia na digestão, no emagrecimento e também tem propriedades anti-inflamatórias. Além disso, possui poderosos antioxidantes que podem até destruir células cancerígenas. 

    Camu-camu

    Camu-camu
    Camu-camu | Foto: Reprodução/Wikipedia

    As especialistas explicam que a fruta é mais difícil de ser encontrada, mas é a mais rica em vitamina C do que a laranja, o que pode significar muito. Da mesma forma, fortalece o sistema imunológico, por possuir propriedades antioxidantes e flavonoides que combatem outras doenças. É uma opção indicada para curar gripes e resfriados, além de prevenir o envelhecimento e atuar no controle de glicemia e na pressão arterial do corpo. 

    Maracujá do mato

    Maracujá do mato
    Maracujá do mato | Foto: Dos Designs

    Citado pelas nutricionistas, esta fruta típica da região amazônica é cheia de antioxidantes como as vitaminas A e C, além de apresentar propriedades diuréticas. A fruta também ajuda a baixar a pressão sanguínea e tem efeito calmante, como outros tipos de maracujá.

    Biribá

    Biribá
    Biribá | Foto: Reprodução/Wikipedia

    Biribá, araticum, ata, fruta-do-conde, condessa, graviola-brava e outros nomes. Independente de como você conhece essa fruta, o importante é saber que ela tem inúmeros benefícios para a saúde. O extrato das folhas do biribá possui ação anti-inflamatória e agem contra dores e inflamações do organismo. O pó da semente também serve para tratar inflamação dos intestinos, combatendo diarreia, disenteria, cólica, vômito, mal-estar e febre. 

    Buriti 

    Buriti
    Buriti | Foto: Reprodução/Wikipedia

    A nutricionista  Renata Vieira explica que o buriti é rico em carotenoide, presente na cor alaranjada da fruta. A substância atua como um poderoso antioxidante no corpo humano. Além disso, é rico é em cálcio, ferro, proteínas, potássio, caroteno, carboidratos e vitaminas B e C. 

    Tucumã

    Tucumã
    Tucumã | Foto: Reprodução/Wikipedia

    Tradicional no café da manhã dos amazonenses, o tucumã é uma fruta da Amazônia repleta de vitamina A, b1 e C. Tem alto poder antioxidante, além de diminuir inflamações e colesterol alto. Para aliviar sintomas de gripe, está liberado preparar aquele x-caboquinho!

    Outras dicas

    A nutricionista Renata Vieira aproveita para explicar que uma boa alimentação ajuda em tudo. "Procure fazer uma alimentação equilibrada, repleta de nutrientes. Para isso, você pode se guiar pela cor. Quanto mais colorido seu prato, mais diversos de nutrientes ele será", comenta ela. 

    Nutricionista Renata Vieira
    Nutricionista Renata Vieira | Foto: Divulgação

    A especialista diz que com o surto de coronavírus, o ideal é comer três frutas por dia. "Pode dar prioridade para alimentos com vitamina C, porque ela passa seis horas na corrente sanguínea e se você comer uma fruta no café, no almoço e no jantar, já ajuda bastante na sua imunidade". Como complementação, a profissional sugere sempre se hidratar, regular bem o sono e evitar alimentos industrializados. 

    Já a nutricionista Keliany Alves complementa as sugestões com outros tipos de alimentos. "Uma alimentação saudável e balanceada é uma grande aliada contra o coronavírus. Os alimentos ricos em zinco como carne bovina, frango, peixe e cereais integrais têm antioxidantes que combatem os radicais livres, ruins para o nosso corpo", comenta ela.

    Alimentos ricos em ômega 3 também são indicados pela especialista. São eles: peixes, azeites, vegetais extra-virgens, abacate e outros. "Eles agem como anti-inflamatórios e auxiliam o sistema imune", explica Keliany.