Fonte: OpenWeather

    CALVÍCIE


    Adeus, calvície: saiba quais são os tratamentos para queda de cabelo

    Comum com a idade, a calvície não tem lá muitos fãs. Felizmente já existem tratamentos para contornar o fenômeno. Veja quais e aproveite as dicas de um médico dermatologista

    Tratamentos te ajudam na hora de dizer adeus à calvície | Foto: Freepik

    Manaus - Já faz um tempo que beleza pessoal se tornou pauta recorrente no mundo masculino e o cabelo é um dos principais destaques na hora de definir o estilo . No site de buscas 'Google', a pesquisa 'dicas para cabelo masculino' encontrou mais de 228 mil resultados em 0,4 segundos. Entre os tipos, são pelo menos quatro: liso, ondulado, crespo e cacheado. Mas há ainda um fator que atinge 30% dos homens na faixa dos 30 anos, 50% aos 'cinquentão' e até 80% após completar 70 anos (dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia). Se você pensou 'calvície', acertou. O fenômeno é comum no gênero masculino se levarmos em conta o envelhecimento (sem considerar causas de saúde), mas ainda há quem prefira ir na contramão da queda de cabelo.

    A calvície é famosa. E há até estrelas que aderiram o estilo careca de propósito. Alguns exemplos são o cantor Adam Levine, da banda Maroon 5, e o ator Caio Castro, galã das novelas da Globo. Mas no caso da calvície, o que é exatamente e como surge?

    É aqui que a coisa pode complicar um pouco, mas o que você precisa saber é que a calvície é causada, principalmente quando o hormônio masculino testosterona é convertido para di-hidrotestosterona (DHT). Esse nome grande e difícil de pronunciar é o de um metabólito ativo na testosterona e que age no folículo capilar reduzindo a produção de cabelo. Não apenas. Ele também faz com que os cabelos cresçam mais finos e fracos, o que facilita a queda dos fios. Esse caso de calvície pode ser hereditário, mas a idade também contribui. 

    Há também casos em que apenas uma parte do cabelo cai. Esse fenômeno é chamado de 'alopecia areata' e pode ocorrer também nas sobrancelhas e barba. Segundo o portal do Doutor Drauzio Varela, pode surgir em qualquer pessoa, embora 60% dos casos tenham como portadores pessoas na faixa de 20 anos. As possíveis causas são distúrbios, fatores genéticos, imunológicos, estresse e outros.

    Tratamentos? Temos!

    Independente de como surgiu a calvície (ainda há outros motivos), caso você não seja um grande fã do estilo careca, pode optar por restabelecer os fios do cabelo. Para isso, o médico dermatologista Ilner Souza explica quais são os principais procedimentos e como funcionam.

    Clínica fica localizada no Edifício Cristal Tower, Sala 101 - Adrianópolis, Zona Centro-Sul de Manaus
    Clínica fica localizada no Edifício Cristal Tower, Sala 101 - Adrianópolis, Zona Centro-Sul de Manaus | Foto: Divulgação

    "Podem ser utilizadas loções ou soluções capilares, mas também há medicações orais. Todas elas são efetivas, mas há ainda as opções de tratamentos para serem realizados em consultórios e clínicas de dermatologia", explica Souza, que realiza o tipo de tratamento na clínica que leva seu nome. 

    O profissional aponta ainda tratamentos com medicamentos injetáveis no couro cabeludo. "Podem ser aplicados com seringas de agulhas finíssimas ou utilizando equipamentos que injetam ativos por meio de ar comprimido. É importante salientar que neste caso o procedimento é indolor", afirma o médico. 

    Médico é mestre em Dermatologia pela Universidade Federal Fluminense
    Médico é mestre em Dermatologia pela Universidade Federal Fluminense | Foto: Divulgação

    Ele sugere ainda outras tecnologias para tratar a calvície, como lasers, que segundo ele, são "eficazes, seguros e indolores". O especialista diz que nos casos em que houve grandes perdas capilares, o mais indicado é um transplante capilar. 

    "Por se tratar de doença crônica, a calvície não tem tratamento definitivo. Há necessidade de medidas de manutenção permanente para que os resultados obtidos sejam mantidos", salienta o dermatologista. 

    Quanto custa?

    Segundo o médico, os valores de investimento no tratamento dependem da gravidade da perda de cabelo e também das tecnologias empregadas. Ilner diz que é indispensável procurar um dermatologista para avaliar o caso. 

    No Mercado Livre, site de compra e vendas, produtos para fazer o cabelo crescer são vendidos entre R$ 100 e R$ 200, mas é possível encontrar mais barato (ou mais caro) em outros lugares. A dica é usar sites como Buscapé ou Zoom, que são motores de busca que procuram o produto desejado em diversos sites de compra e organizam pelo melhor preço.

    Voz da experiência

    Paulo Vargas tem 19 anos e antes de se tornar maior de idade já sofria com a queda de cabelo. Ele fez o tratamento para calvície com o Doutor Ilner Souza por mais de um ano. "No meu caso, o tratamento era feito em duas sessões. Na primeira, o Doutor usava um laiser para tirar fios mortos ou que estavam morrendo. Já na segunda sessão o mesmo médico aplicava uma injeção com um produto que fazia o cabelo crescer", conta o jovem.

    Paulo Vargas, 19, estudante
    Paulo Vargas, 19, estudante | Foto: Reprodução

    Paulo diz que também fazia o tratamento caseiro para complementar. "Eu tomava medicações indicadas pelo doutor e que faziam o cabelo parar de cair. Mas também utilizava o minoxidil, famoso produto que utilizam para fazer crescer a barba", diz ele. 

    Chapéu e touca estão liberados

    Ainda segundo Doutor Ilner Souza, não há qualquer relação entre chapéus, pintar os cabelos ou outros fatores externos no sentido de agravar a calvície. "Todavia, alisamentos, chapinhas e tração dos cabelos pode levar à quebra dos fios ou alopecia de tração. Essas situações produzem um outro dano que somado à calvície irá agravar a aparência geral dos cabelos", comenta o médico.