Fonte: OpenWeather

    Coronavírus


    Hospital Santa Júlia reforça medidas de prevenção contra o Covid-19

    O investimento em equipamentos de proteção individual é de aproximadamente R$ 500 mil e, conforme a unidade de saúde, o atendimento a pacientes e o ambiente de trabalho dos profissionais seguem todas as determinações da OMS

    | Foto: Divulgação

    Manaus - O Hospital Santa Júlia LTDA. informou, nesta quinta-feira (26), que possui um Setor de Controle de Infecção Hospitalar, chefiada por um médico especialista em infectologia, com grande experiência em trabalhos com infecções virais. Salientou, ainda, que, por meio deste setor, está tomando todas as medidas necessárias para prevenção e combate ao vírus Covid-19, observando para tal as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), Ministério da Saúde, Anvisa, Conselho Federal de Medicina e Secretaria de Estado de Saúde do Estado do Amazonas. O investimento em equipamentos é de aproximadamente R$ 500 mil.

    A unidade de saúde tem disponibilizado os equipamentos de proteção individual (EPI), conforme o risco de exposição e contato do funcionário ou paciente / visitante, atuando proativamente para evitar a disseminação do Covid-19, inclusive implementando ações voltadas para orientações de pacientes e funcionários, conscientizando-os da necessidade dos cuidados com a higienização e a restrição de contato (distribuição de folhetos, fixação de banners, etc.).

    Com o objetivo de atender um possível aumento exponencial da demanda de casos de pacientes infectados pelo vírus Covid-19, e com a finalidade de proteção de seus funcionários, profissionais de saúde e pacientes, após a divulgação da existência do primeiro caso desta doença no Brasil, o Santa Júlia realizou a aquisição de milhares de EPI - com um investimento de aproximadamente R$ 500 mil.

    Os equipamentos de proteção individual já se encontram escassos em todo o país (mascaras, aventais, álcool etc.), o que levou aos diversos órgãos sanitários do pais e do mundo a recomendarem o uso correto e racional destes materiais, para evitar o seu exaurimento e, com isso, a possibilidade de infecção de profissionais de saúde que estejam em contato direto com pacientes infectados pelo Covid-19, auxiliando no combate à pandemia.

    No último dia 23 de março, o hospital recebeu a visita de uma equipe de fiscalização do Conselho Regional de Enfermagem do Estado do Amazonas (COREN/AM), o qual atestou as condutas de prevenção ao contagio dos funcionários e profissionais de saúde e comprovaram o cumprimento integral das orientações da Organização Mundial de Saúde e dos órgãos sanitários Federal, Estadual e Municipal.

    *Edição: Isac Sharlon