Fonte: OpenWeather

    Coronavírus


    Teste de Covid-19: onde fazer, quanto custa e quem fiscaliza

    Veja valores, requisitos de laboratórios e o que mais precisa saber antes de fazer o exame

    | Foto: divulgação

    Manaus - No boletim de sexta-feira (24), do Ministério da Saúde (MS) o Brasil somava mais de 50 mil infectados pelo novo coronavírus. No entanto, o número é ainda maior, considerado o número de subnotificados (pessoas com Covid-19 que não fizeram teste). Caso você seja uma das pessoas que suspeita estar com a doença, apesar de poucas, existem algumas opções para realizar o teste em Manaus.

    Além da opção gratuita, fornecida pelo governo, há laboratórios particulares em Manaus que fornecem os testes. Alguns realizam até na casa do paciente, sob acréscimo no valor final do serviço. Outros permitem apenas que pacientes já internados sejam testados.

    O que saber antes do teste

    Segundo o governo do Estado e a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), não há testes suficientes para todos, logo, podem ser apenas testados os casos com sintomas graves, ou seja, com febre alta (superior a 37,5ºC) e falta de ar

    Testes são apenas para casos com sintomas graves
    Testes são apenas para casos com sintomas graves | Foto: YVES HERMAN

    A diretora-presidente da FVS-AM, Rosemary Pinto, inclusive já disse em uma live no Facebook que a prioridade não é saber o total de casos, por falta de testes, mas focar nos casos graves e de profissionais da saúde.

    "As pessoas que apresentarem quadros brandos devem ficar em casa para evitarmos a disseminação do vírus e assim não lotarmos as unidades de saúde. Deixem os atendimentos para casos graves", orientou a diretora, em live no Facebook, no dia 28 de março.

    Rosemary Pinto, presidente FVS-AM em live no Facebook
    Rosemary Pinto, presidente FVS-AM em live no Facebook | Foto: Reprodução

    Além do requisito dos sintomas, é importante ter atenção aos valores praticados pelas unidades, já que, segundo o Programa Estadual de Proteção e Orientação do Consumidor (Procon-AM), ainda não há parâmetros de preços para checar se há abusividade nos valores cobrados.

    "O Procon-AM informa que, para indicar abusividade, é necessário que haja parâmetros de preços anteriores. Também não há regulação de preços desse tipo de exame, que não existia antes do início da pandemia no Brasil. Dessa forma, a fiscalização só é possível a partir de parâmetros estabelecidos em normas de defesa do consumidor, o que ainda não existe no país", disse o órgão, por meio de nota para esta matéria.

    Opção gratuita

    A primeira opção é a gratuita, oferecida pelo governo estadual, por meio da Secretaria de Saúde (Susam) e a Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM). O teste é feito pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-AM), mas exige alguns requisitos. 

    Segundo a Secretaria de Comunicação do Estado (Secom-AM), essa opção é válida apenas para pacientes graves que já deram entrada em alguma unidade de saúde do Amazonas, que faz a coleta de uma amostra do suspeito e envia para o Lacen. O exame realizado é o tipo 'RT-PCR', que faz a análise de secreção retirada do nariz através de uma haste parecida com um cotonete.

    A Secom informa que o tipo de teste é o mais preciso atualmente e auxilia no mapeamento da evolução da pandemia em um território, e que até quinta-feira (23), a fila para a realização do exame somava 600 pacientes. 

    "Os testes realizados pelo Lacen-AM são feitos nas unidades de saúde do Amazonas. O resultado dos testes demora até sete dias. A comunicação do resultado do teste é realizada por meio de profissionais de saúde que estão atendendo o paciente", informou secretaria.

    Sabin 

    O Sabin Medicina Diagnóstica já realizou mais de 1,7 mil testes da Covid-19 no Amazonas. O grupo dispõe de três opções de exames para a doença. Em todos os casos, é preciso que o paciente tenha demonstrado sintomas da Covid-19. 

    O primeiro é a opção de exame domiciliar, que também pode ser realizada em uma unidade hospitalar, caso seja onde o paciente se encontra. O teste realizado é o PCR (análise de secreção do nariz) e custa R$ 400, com a taxa de locomoção do laboratório inclusa. Mas, há também a opção de sorologia (exame de sangue),  por R$ 350. 

    Para solicitar o exame em casa, o paciente ou familiar deve entrar em contato com o Sabin por meio do WhatsApp (92) 98414-3125, com uma mensagem escrita. Em seguida, o laboratório dará as instruções para o procedimento.

    Laboratório coleta amostras e envia para análise em Brasília (DF)
    Laboratório coleta amostras e envia para análise em Brasília (DF) | Foto: Divulgação

    A segunda opção, nas unidades do Sabin específicas para Covid-19, necessita de agendamento prévio e custa R$ 350 (exame por fluido do nariz) e R$ 300 (sorologia) .

    As coletas podem ser feitas no laboratório da avenida Leonardo Malcher, Praça 14 de Janeiro, ou na unidade do Parque 10, localizada na Rua do Comércio. Para ambas, o telefone é o (92) 21268000.

    A última e mais nova opção é o Drive Thru, que permite ao paciente realizar o teste para a Covid-19 sem sair do carro. O exame é apenas PCR (coleta de secreção nasal) e custa R$ 295. Para esta modalidade, o cadastro deve ser feito no site do Sabin, na aba do Drive Thru

    Sistema de drive thru se assemelha ao realizado na Coreia do Sul, país exemplo em testes em massa
    Sistema de drive thru se assemelha ao realizado na Coreia do Sul, país exemplo em testes em massa | Foto: Divulgação

    "O sistema [do site] permite ao paciente anexar o pedido médico, escolher o turno de coleta (manhã ou tarde) e realizar o pagamento em cartão de crédito. A partir daí, é gerado um QR Code (voucher), o qual deverá ser apresentado no drive-thru para realização da coleta", informa o laboratório.

    Para todos os casos, a média do resultado é de cinco a seis dias úteis, dada as "modificações constantes na malha viária do País, pois os exames são encaminhados para Brasília", de acordo com o Sabin. O resultado fica disponível no site do laboratório e pode ser visualizado por meio de login e senha. 

    Hapvida

    Grupo fornece testes para pacientes internos
    Grupo fornece testes para pacientes internos | Foto: Divulgação

    O Grupo Hapvida também já dispõe de testes para o novo coronavírus, mas apenas para pacientes internos e com indicação médica para a realização do exame. Ou seja, não há modalidade para casos suspeitos externos.

    "Para manter a saúde e o bem-estar das pessoas, o Hapvida já vem realizando os testes para detectar coronavírus, em suas unidades de urgência e emergência, nos pacientes que possuem indicação médica, conforme previstos no Rol de procedimentos da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). A empresa segue todas as recomendações do órgão regulador", informa o grupo.

    Para os clientes, o Hapvida criou canais diretos de comunicação com a equipe de profissionais da saúde. Por meio do site Hapvida, o serviço de chat já está disponível para atender os clientes, inclusive deficientes auditivos, de todo o Brasil, com enfermeiros, psicólogos e nutricionistas. O horário de funcionamento é das 8h às 18h, todos os dias da semana.

    "Pelo número 4002.2872, é possível tirar dúvidas sobre a doença com os nossos médicos, 24 horas, todos os dias da semana, no nosso serviço telefônico. No Instagram do Sistema @hapvidasaude, todos os dias, profissionais dão, pela manhã, aulas para que as pessoas fiquem ativas e, às 15h30, profissionais de saúde ficam ao vivo para retirar dúvidas sobre esse momento e dar dicas para como manter a saúde. São 5 horas de programação ao vivo", comunicou ainda o Hapvida, por meio de nota. 

    Outras opções

    A Samel, por meio da assessoria, informou que os testes para coronavírus estão sendo realizados nos hospitais do grupo, mas apenas para pacientes internos. Para informações, o contato é o 2129-2200. Caso tenha interesse, pode acessar os endereços neste link.

    O Hospital Check-up Manaus também foi procurado para informar sobre os testes que são realizados na unidade, mas até o fechamento desta reportagem, não retornou o pedido. Em caso de interesse, o contato é o (92) 2125-5959.