Fonte: OpenWeather

    Saúde natural


    Erva passarinho: De ação expectorante a alívio de cólicas menstruais

    Conheça os benefícios naturais dessa erva muito comum no Amazonas e usada, inclusive, para ajudar a curar problemas pulmonares

     

     Muito de suas propriedades fitoterápicas vêm do fato de essa planta parasitar outras, retirando delas seivas e nutrientes.
    Muito de suas propriedades fitoterápicas vêm do fato de essa planta parasitar outras, retirando delas seivas e nutrientes. | Foto: Divulgação

    A erva passarinho (Struthantus flexicaulis) é uma planta herbácea bastante comum no Brasil. É conhecida por afastar pragas em plantações e, principalmente, por seu chá trazer muitos benefícios para a saúde. Recebe outros nomes populares, como erva de passarinho, passarinheiro, enxerto de passarinho, visco, visgo, passarinheira. Os nomes populares se devem por servirem a alimentação para aves.

    Chá de erva passarinho: benefícios 

    A infusão das folhas da erva passarinho pode ajudar no tratamento de diversas doenças, além de aliviar sintomas desagradáveis. Muito de suas propriedades fitoterápicas vêm do fato de essa planta parasitar outras, retirando delas seivas e nutrientes.

    ·        Melhorar problemas bronco-pulmonares e respiratórios, como: bronquite, asma, pneumonia, dores no peito, catarro, tosse persistente, resfriados, gripes e até insuficiência respiratória.

    ·        Função expectorante.

    ·        Aliviar sintomas de doenças do útero, o que inclui cólicas menstruais.    

    ·        Ajudar a controlar hemorragias em geral, incluindo dentárias. 

     Como fazer e usar o chá de erva passarinho 

    1.       A melhor maneira de preparar o chá de erva passarinho é usando folhas frescas. Use 1 litro de água para cada 2 colheres de sopa da erva. 

    2.      Coloque os ingredientes para ferver. Deixe a infusão fervendo por 2 minutos. Retire do fogo e deixe a mistura tampada por 10 minutos. 

    3.      Depois, coe o chá. Aguarde esfriar um pouco e consuma. Consuma em seguida, uma dose de duas a três xícaras ao dia. Guarde o conteúdo na geladeira e esquente quando for ingerir.

     Não ultrapasse o consumo de 1 litro de chá de erva passarinho por dia, para evitar possíveis problemas gastrointestinais. 

    Erva passarinho contra o câncer? 

    A Struthantus flexicaulis se encontra em fase de estudos desde o ano de 2012, pela Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (Fcecon) e pela Universidade Federal do Amazonas (Ufa).

    Cientistas pesquisam os seus possíveis efeitos benéficos para ajudar no controle e no combate de diversos tipos de câncer.

    Isso porque a erva passarinho contém agentes antineoplásicos (inibidores da multiplicação de células cancerosas) – que podem ser usados como alternativas naturais para contribuir com tratamentos de câncer.

    Os estudos com a erva passarinho foram apresentados em diversos eventos científicos. Entre eles o 2º Congresso Pan Amazônico de Oncologia.

     https://www.plantaseraizes.com.br/cha-de-erva-de-passarinho-para-bronquite/

    No entanto, não há protocolos de autorização para o uso medicinal da erva passarinho nos tratamentos de combate e controle do câncer. Como mencionado, a erva ainda se encontra em fase estudos e testes.

     Contraindicações e cuidados com o chá

    Não há evidencias de malefícios para o consumo do chá de erva passarinho. Apenas não se recomenda substituir o chá por tratamentos médicos.

    Gestantes e pessoas com doenças crônicas devem consultar um médico antes de fazer o consumo do chá de erva passarinho.

     Classificação científica da erva passarinho

     Reino: Plantae

    Divisão: Magnoliophyta

    Classe: Magnoliopsida

    Ordem: Santalales

    Família: Loranthaceae

    Gênero: Struthanthus

    Espécie: Struthantus flexicaulis


    Com informações da parceria