Fonte: OpenWeather

    Pandemia


    Mosquito pode transmitir coronavírus? Infectologista responde

    Fique por dentro também de quais doenças os mosquitos podem transmitir

    Coronavírus foram descobertos na década de 60 | Foto: Divulgação

    Manaus - Ao se tratar da pandemia do novo coronavírus, muitas dúvidas podem surgir na mente da população mundial, afinal, pouco se sabe sobre a doença. Uma das dúvidas que mais tem sido recorrente é os meios de transmissão do vírus e se um mosquito pode compartilhar essa doença, assim como já faz com a dengue e a malária, por exemplo. 

    Para responder a essa pergunta, o EM TEMPO entrevistou a médica  infectologista Silvia Fonseca, do Grupo Hapvida. Logo de início, a profissional esclarece um ponto que define boa parte da resposta para a pergunta que originou essa matéria. Ela lembra que a Covid-19 é uma nova doença, mas que o tipo de patógeno que a transmite, ou seja, o coronavírus - esse já é velho conhecido da ciência.

    Conhecido desde a década de 60, acredita-se que os coronavírus estejam presentes na terra há milhares de anos. Eles receberam esse nome porque, ao serem observados em microscópio, esse vírus tem estruturas que lembram a de uma coroa. 

    "Os coronavírus são uma grande família viral que normalmente causa infecção respiratória em pessoa e animais. Normalmente as de pessoas ficam só em pessoas e de animais só em animais, só que de vez em quando tem esse cruzamento entre homem e animal que o vírus se adapta e passa de um para o outro. Foi o que aconteceu com a Covid-19", comenta a infectologista.

    Cintia explica como os coronavírus são transmitidos
    Cintia explica como os coronavírus são transmitidos | Foto: Divulgação

    E respondendo à 'pergunta de mil reais', a especialista explica que até onde se sabe, os coronavírus são transmitidos apenas de pessoa para pessoa. Mesmo que rarissimamente, um novo tipo do patógeno 'pule' de um animal silvestre para um humano. 

    Segundo Silvia, os mosquitos não transmite a nova Covid-19, porque esses insetos apenas sugam o sangue dos humanos, e nesse processo, não tem como haver contaminação pelo coronavírus porque, mesmo se ele estiver no sangue, a carga viral é muito baixa, o que não permite a transmissão.

    "A 'mosquita' não quer fazer a pessoa ficar doente. Ela só quer o sangue do humano para desenvolver os ovos dela. Ela suga o sangue, mas mesmo se o coronavírus estiver lá, não vai ser suficiente para transmiti-lo para outras pessoas.  E mesmo se a 'mosquita' puxasse uma alta dose do vírus, não há evidências em todos esses anos que mostrem que esses insetos conseguiram infectar alguém com coronavírus", comenta ela. 

    Como o coronavírus é transmitido, então?

    A infectologista explica que esse tipo de patógeno se reproduz em lugares específicos do corpo humano, como o nariz e a garganta. É por esse motivo que causa inflamação, o que faz o paciente espirrar e tossir. Na secreção que sai desses atos é onde mora o perigo. É nela que está o coronavírus.

    A máscara é importante não para prevenir o coronavírus, mas para ajudar a diminuir a transmissão se você tiver a doença
    A máscara é importante não para prevenir o coronavírus, mas para ajudar a diminuir a transmissão se você tiver a doença | Foto: Lucas Silva

    "Se alguém espirrar, sair secreção, mesmo que em gotículas, ali está o patógeno que vai ser transmitido para outra pessoa. E vale também se cair sobre superfícies, como barra de apoio dentro de um ônibus", especifica a profissional.

    Ela diz que se esse fluído, de alguma forma, chega aos olhos, na boca ou no nariz de outra pessoa, o coronavírus passará a se produzir em um desses lugares também, agora no novo hospedeiro.

    E mosquito transmite o quê?

    Como a infectologista explicou, apenas os mosquitos fêmeas que transmitem algum tipo de doença. Isso acontece porque, ela precisa do sangue humano para 'maturar' (desenvolver) os ovos e assim se reproduzir. 

    Outro ponto que é importante lembrar é que o inseto não nasce com algum vírus de doença consigo. Ele só passa para alguém se primeiro picar uma pessoa ou animal que esteja infectado. 

    Coronavírus aparecem no sangue, mas com carga viral baixa
    Coronavírus aparecem no sangue, mas com carga viral baixa | Foto: Agência Brasil

    Um dos mosquitos mais conhecidos, que vive no Brasil e transmite uma série de doenças é o Aedes aegypti. Sozinho, esse inseto pode transmitir a chikungunya, a zika, a malária, a dengue e febre amarela. No caso desta última, causada não por um vírus, mas um parasita. 

    Apesar de ter essa lista assustadora de possibilidades de transmissão, o mesmo inseto não consegue absorver e, portanto, infectar pessoas com HIV ou Ebola. Nestes casos, o primeiro é transmitido sexualmente ou por transfusão de sangue. Já o segundo, por contato com sangue e outros fluídos corporais de infectados, como fezes, urina, saliva, leite materno e sêmen.

    Abaixo você confere um guia prático sobre o novo coronavírus e fica por dentro sobre sintomas e prevenção para a nova doença.


    Coronavirus