Fonte: OpenWeather

    Benefícios


    Jambu: conheça os benefícios do 'agrião da Amazônia'

    Muito utilizado na gastronomia, o jambu é rico em fibras e vitaminas

    Quem sofre de osteoporose também pode se beneficiar do consumo das folhas de jambu
    Quem sofre de osteoporose também pode se beneficiar do consumo das folhas de jambu | Foto: Divulgação

    Manaus - O jambu é uma planta muito comum de ser encontrada no Norte do Brasil, principalmente no Amazonas e Pará. Além da cachaça de jambu, famosa pelo efeito que adormece a boca, o uso da erva na gastronomia nortista é bem amplo. Em entrevista ao Portal Em Tempo, a nutricionista Daniela Silva, conta que o jambu é parecido com a folha de couve e tem vários benefícios para a saúde.

    A característica mais marcante do jambu é a dormência que causa na mucosa da boca, o que dá um toque especial nos pratos preparados com esse ingrediente. Para obter o efeito com mais intensidade, a nutricionista orienta utilizar, também, algumas flores da planta na hora do preparo dos alimentos. É nelas que se encontra a maior quantidade do componente químico responsável pelo formigamento.

    Conhecido também como agrião da amazônia, a erva pode ser utilizada em tortas, patês, bolos e carnes, além de pratos típicos paraenses como, por exemplo, o Pato no Tucupi e o Tacacá. “Apesar de algumas pessoas ingerirem ela crua, sempre na nossa região a gente ingere ela cozida, inclusive cozida no tucupi, que é o líquido extraído da mandioca”, conta Daniela Silva.

    Em relação aos benefícios para a saúde, a especialista destaca a grande quantidade de fibras presentes na planta, fazendo dela uma boa opção para quem sofre de diabetes. "Colocar o jambu misturado na comida aumenta o consumo de fibra naquela refeição, o que vai retardar a absorção de carboidrato daquela refeição e é muito positivo para pacientes diabéticos”, revela a nutricionista.

    Quem sofre de osteoporose também pode se beneficiar do consumo das folhas de jambu, que tem um tom verde escuro, uma característica de vegetais ricos em cálcio. Além disso, a planta também possui ação antioxidante, que ajuda na prevenção do envelhecimento das células e também contra danos no DNA. 

    "É uma erva rica em ferro e vitamina C. As característica físico-químicas demonstram que em cada 100g de ramos, folhas e inflorescências do jambu, são encontrados mais de 80% de água, além de carboidratos, lipídios, proteínas, ferro, vitaminas, sais minerais e fibras", disse Daniela Silva.

    Ação antioxidante

    Assim como o vinho, a seriguela, o gergelim e outros alimentos, o jambu também possui ação antioxidante. Para quem não sabe, os antioxidantes naturais são importantes para ajudar a combater os radicais livres, que são os principais causadores de doenças degenerativas e cardiovasculares.

    Afrodisíaco

    Diversos alimentos têm um efeito afrodisíaco, ou seja, eles tendem a aumentar o apetite sexual. Portanto fazer um chá de jambu é uma ótima opção para dar uma esquentada naquela data especial.

    Além disso, ele também está associado ao aumento da testosterona, que é o principal hormônio masculino. Ligada ao sistema reprodutivo e à sexualidade, a testosterona também exerce funções relacionadas à massa muscular e à densidade óssea.

    Rico em vitamina C 

    Além de as folhas do jambu serem consumidas quando frescas, delas também é extraído um óleo, que é riquíssimo em vitamina C. Essa vitamina apresenta benefícios para os olhos, peles, cabelos, unhas, além de auxiliar no ganho de massa muscular e na queima de gordura.

    Leia mais: 

    Conheça os benefícios do Capim-santo para a saúde

    Água de alho em jejum emagrece? Ela faz mais do que isso

    Conheça 5 cascas que podem ser reutilizadas na alimentação