Fonte: OpenWeather

    Técnica


    Conheça benefícios da osteopatia para o bem-estar do bebê

    A técnica é especialidade da fisioterapia, difundida na Europa mas que já existe em Manaus

    A pequena Manu, de 11 meses, realizou sessões com o fisioterapeuta, Wagner Lacouth
    A pequena Manu, de 11 meses, realizou sessões com o fisioterapeuta, Wagner Lacouth | Foto: Arquivo pessoal

    Manaus - Difundida na Europa, principalmente na França, onde faz parte da equipe multiprofissional obstétrica, a osteopatia é a especialidade da fisioterapia que utiliza técnicas manuais para desenvolver no corpo da criança a capacidade de autocirculação. Criada pelo médico americano Taylor Still, o método busca identificar o desequilíbrio físico e emocional e as tensões do corpo que causam inquietações.

    Complementar aos cuidados da pediatria tradicional, a osteopatia pediátrica apresenta resultados por meio de mobilizações suaves que auxiliam no tratamento de distúrbios (sem uso de medicamento), como cólica, constipação, refluxo e vômito, torcicolo, choro excessivo, escoliose, deformações cranianas, entre outros.

    O uso de faixas em bebês e a osteopatia

    Em entrevista ao EM TEMPO, o médico Wagner Lacouth, fisioterapeuta com formação na área de osteopatia, alerta para o uso de laço ou faixa na cabeça do bebê, que ainda gera controvérsias entre especialistas. 

    O método busca identificar o desequilíbrio físico e emocional e as tensões do corpo que causam inquietações
    O método busca identificar o desequilíbrio físico e emocional e as tensões do corpo que causam inquietações | Foto: Reprodução internet

    “O crânio é feito de várias fissuras. Às vezes, colocam o laço na cabeça e a bebê fica irritada, com uma noite ruim de sono. Acaba tendo outros problemas decorrentes disso. O uso de faixas e laços, mesmo que seja com uma pressão leve, pode provocar dor de cabeça na criança. E, utilizados com frequência, resultam em desequilíbrios corporais, que podem ser identificados e tratados por um osteopata”, explica.

    Isso ocorre porque a cabeça dos recém-nascidos é muito frágil e possui uma sutura chamada occiptomastóide que, ao ser apertada com o uso da faixa, pode causar incômodos no bebê.

    A médica Suzana Lins, especialista em Osteopatia pelo Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (COFFITO), compartilha da mesma opinião e complementa que, além de insônia, o refluxo gastroesofágico pode ser resultado desse uso. “Os ossos do crânio do bebê ainda estão em formação, é tudo maleável. Oriento os pais a observarem o comportamento do bebê com e sem o acessório. Caso a bebê apresente irritação, choro e refluxo, o comportamento já é indicativo de que o acessório está fazendo mal”, afirma.

    Opinião semelhante tem o pediatra, Tiago Vannucchi. Ele também alerta para o uso de laços e fitas. “Particularmente, sou contra o uso. Além das tensões já mencionadas, há outras que envolvem a moleira, compressão de nervos faciais, o descuido que pode ocasionar sufocamento no bebê. Também sigo a linha de nem furar a orelha, deixar para depois, quando a criança tiver consciência disso. São estímulos fortes demais para o bebê e que podem ter repercussões fisiológicas, dependendo do que é comprimido", alega. 

    De opinião contrária, a médica pediatra Fabiani Marinho afirma não haver estudos sobre o prejuízo no uso de faixas e laços, e que a recomendação é que não incomode a criança. Entretanto, também compartilha a importância do tratamento de doenças em conjunto com o fisioterapeuta para recuperação e restabelecimento dos pacientes. “A fisioterapia acompanha os pacientes em conjunto com outras especialidades”, pondera. 

    Benefícios da osteopatia

    A pequena Manu, de 11 meses, realizou sessões com o fisioterapeuta, Wagner Lacouth. Analice, a mãe da bebê, destaca os benefícios da osteopatia no desenvolvimento da filha.

    “Minha filha chorava muito, acordava de hora em hora. Depois das sessões, ela acorda só uma vez à noite para mamar. Foram aproximadamente oito sessões. Hoje, a Manu é uma criança mais tranquila, minha família é mais feliz. Eu indico aos pais, pois o resultado é muito positivo. Vale a pena, pois traz paz para toda a família", confessa. 

    Em seu perfil na rede social Instagram, @osteopatia.pediatrica.manaus , o fisioterapeuta Wagner Lacouth  apresenta dicas diárias de cuidados com o bebê. Segundo ele, a osteopatia vai fazer a estrutura corporal do bebê ficar boa e, assim, as funções corporais passarão a funcionar de forma correta. "Um bebê saudável é um bebê feliz. Com o bebê feliz, a família é feliz”, finaliza.


    Leia mais:

    Grávidas com deficiência auditiva podem ter tradutores durante o parto

    Mulher bebe esperma do namorado para combater o coronavírus

    Policial encontra bebê em caixa de sapato e planeja adotar criança