Fonte: OpenWeather

    Alimentação


    Confira 30 alimentos que ajudam a controlar o estresse e a ansiedade

    Chocolate, aveia, melancia e castanha estão na lista

    Alimentos contra ansiedade para incluir no cardápio | Foto: Pixels

    Uma maneira deliciosa e funcional de enfrentar o estresse e a inquietação é acrescentar ao cardápio alimentos que ajudam a combater a ansiedade. Poderosos para a saúde da mente, eles minimizam alguns dos sintomas provenientes dessa patologia, que já atinge mais de 13,2 milhões de pessoas no Brasil.

    Alimentos contra ansiedade para incluir no cardápio

    Chocolate amargo

    É um dos melhores alimentos contra ansiedade e estresse. “Diversos estudos comprovam que o chocolate ajuda a aliviar os sintomas, por ser rico em triptofano, magnésio e flavonoides. Ele também age de uma maneira muito positiva em mulheres na fase da tensão pré-menstrual”, afirma Paula. Na hora de consumir, priorize os tipos meio-amargo e amargo, com pelo menos 50% de cacau.

    Ovo

    Antigamente, era apontado como vilão por conter colesterol. Porém, estudos comprovaram que os ovos possuem muitas substâncias positivas para a saúde. “São ricos em colina, substância que está diretamente ligada à melhora da depressão e da insônia, além de proteínas e vitamina B12”, pontua Tamara.

    Chás

    Erva-cidreira, valeriana e camomila são algumas das ervas que possuem efeito relaxante. As folhas de maracujá também estão entre os alimentos contra ansiedade, já que possuem substâncias com atividade sedativa, calmante e analgésica.

    Castanha-do-Pará

    Contém selênio, um oxidante poderoso que auxilia no funcionamento do sistema nervoso e, por isso, ajuda a combater a ansiedade.

    Abacate

    Rico em gorduras boas, que previnem o acúmulo do colesterol ruim (LDL) no sangue. O abacate ainda controla os níveis de cortisol, hormônio ligado ao nervosismo, irritabilidade e estresse. Vale ressaltar que seu consumo deve ser moderado por conter uma grande quantidade de calorias.

    Agrião

    É um vegetal rico em iodo, ferro, enxofre, fósforo, vitaminas A, C, E e do complexo B. Seus nutrientes são importantes para o funcionamento correto da glândula tireoide, evitando a fadiga e ajudando na manutenção da saúde da pele e na formação dos ossos e dentes.

    Alface

    Contém lactucina e lactupicrina, substâncias que acalmam e aliviam a insônia e a irritação. Além de outros nutrientes como potássio, fosfato e vitamina K que, em falta no organismo, podem causar depressão, confusão mental e cansaço.

    Arroz integral

    Além de ser mais saudável do que a versão refinada do produto, é uma ótima fonte de ácido fólico e vitaminas B1 e B2, responsáveis por diminuir o nível da homocisteína, uma das substâncias culpadas pela depressão.

    Leite e derivados magros

    Aliados do bom funcionamento do sistema nervoso, o leite e seus derivados sem excesso de gordura, como o iogurte e o queijo branco, são fontes de vitaminas do complexo B.

    Aveia

    Devido ao alto teor de fibras, a aveia diminui a concentração de açúcar no sangue, reduzindo também o hormônio insulina. Ela sinaliza ao corpo para minimizar a produção do hormônio do estresse (cortisol), além de ser rica em vitaminas do complexo B que protegem contra o dano causado nos neurônios. Durante momentos emocionais conturbados, o corpo usa nosso estoque de zinco, no qual a aveia é uma ótima fonte. Seu carboidrato complexo promove energia de prazer ao cérebro, diminuindo a ansiedade.

    Banana

    A banana é indicada como um dos alimentos contra ansiedade devido à presença de triptofano, um aminoácido precursor da serotonina.

    Brócolis

    Fonte de cálcio, vitamina K, potássio, vitamina C e sulfurafano, um poderoso antioxidante. O brócolis é um belo representante da família dos glicosinolatos, compostos para prevenção do câncer de intestino, de próstata e de mama. Além disso, é importante para o controle do estresse, uma vez que auxilia na regulação da pressão sanguínea e também tem propriedades anti-inflamatórias que ajudam no relaxamento dos músculos do coração.

    Ostras

    “Algumas pesquisas correlacionam o desequilíbrio entre cobre e zinco como um dos fatores desencadeadores de ansiedade. Esses minerais agem sobre o neurotransmissor ligado ao estresse. As ostras são alimentos bastante ricos nesses nutrientes, diminuindo os sintomas ansiosos”, explica a nutróloga.

    Açafrão da Terra (cúrcuma)

    Fonte de ferro, manganês, potássio e vitamina B6, a cúrcuma é um poderoso anti-inflamatório natural, tornando-se indispensável para combater o estresse.

    Espinafre

    Contém potássio, ácido fólico, magnésio, fosfato e vitaminas A, C e do complexo B. É eficaz no combate à depressão e garante o bom funcionamento do sistema nervoso.

    Couve

    É rica em vitamina A (ótima para a vista e para a pele), vitamina C, K e algumas do complexo B. Também é fonte de cálcio, oferecendo tanto quanto o leite; fósforo e ferro, minerais muito importantes para a formação e manutenção dos ossos e dentes. Além disso, contém bastante celulose, uma substância boa para o funcionamento do intestino.

    Rúcula

    Tem grande quantidade de vitaminas A e C, potássio, enxofre e ferro. Exerce uma função especial sobre o funcionamento do intestino, atuando como anti-inflamatório. Possui ainda cálcio e outros minerais como ferro, fósforo, potássio, sódio, manganês e magnésio.

    Escarola

    Rica em fibras, a raiz da escarola tem uma substância chamada inulina, de efeito probiótico, que estimula a produção de bactérias benéficas que vivem no trato intestinal. É ótima fonte das vitaminas antioxidantes C e E, de vitaminas B e de minerais como cálcio, potássio, fósforo e ferro. É rica também em carotenoides.

    Grão-de-bico

    Fonte de fibras, magnésio, potássio, ferro, cálcio e triptofano, ele também auxilia na produção de serotonina pelo corpo humano. “A substância é produzida principalmente com a ingestão de carboidratos, pois estimulam a passagem do triptofano, diminuindo a ansiedade e promovendo a sensação de bem-estar”, relata a nutricionista.

    Iogurte natural

    O triptofano é o ingrediente para formar o hormônio do prazer e bem-estar, a serotonina. O cromo diminui a vontade de comer doces, muito presente em pessoas estressadas e ansiosas. O fósforo auxilia na produção de energia pelas células, aumentando a disposição e diminuindo o cansaço. Os probióticos são bactérias do bem que ajudam o intestino a absorver melhor os nutrientes da alimentação, melhoram a imunidade e também auxiliam na produção do hormônio do bem-estar e da felicidade.

    Jabuticaba

    Possui vitaminas B1 e B2, ferro e sais minerais. O ferro combate a anemia, enquanto as vitaminas do complexo B atuam como antidepressivas.

    Laranja

    Fonte de vitamina C, flavonoides e cálcio, ela beneficia o funcionamento correto do sistema nervoso. Suas folhas têm propriedades calmantes, por isso também é indicada para pessoas que sofrem de insônia.

    Maçã

    A maçã é fonte de fibras e antioxidantes. As fibras são responsáveis pela sensação de saciedade, fazendo com que a pessoa coma menos. Já os antioxidantes preservam a saúde das células.

    Maracujá

    Rico em vitamina C, fibras, potássio e pectina, carboidrato de cadeia complexa que funciona como um espessante natural e dá a sensação de saciedade quando ingerido. Seu suco age como calmante e é indicado para quem sofre com insônia.

    Mel

    Considerado um calmante natural, o mel está na lista dos alimentos para ansiedade porque estimula a produção de serotonina, responsável pela sensação de prazer e bem-estar.

    Melancia

    Essa fruta possui triptofano, aminoácido que ajuda na produção de serotonina e promove sensação de bem-estar. O ideal é consumir de 3 a 5 porções de frutas que possuem essa substância diariamente.

    Sementes de abóbora

    Contém triptofano, magnésio, proteínas e ômega 3, zinco e ferro. O triptofano auxilia na diminuição da ansiedade e na modulação do sono, promovendo um relaxamento. Já o magnésio potencializa o relaxamento, além de atuar nas enzimas do corpo contribuindo para gerar a sensação de tranquilidade. Por também conter ferro e proteínas, as sementes aumentam a disposição e a energia para o dia a dia.

    Tomate

    Presença garantida no prato de muitos brasileiros, o tomate está entre os alimentos para ansiedade pois contém diversos sais minerais como ferro, fósforo e manganês, além de vitaminas A, C e do complexo B, que agem como antidepressivos.

    Coco

    O TCM, uma das gorduras do coco, é responsável por diminuir a ansiedade por meio do controle hormonal. O potássio e o magnésio fazem a comunicação entre os neurônios responsáveis pelo pensamento e os neurônios motores, responsáveis pelos movimentos; dessa forma, melhoram a agilidade nas atividades, diminuindo a fadiga e o cansaço crônicos.

    Carnes ou proteínas vegetais

    Os diferentes tipos de carne auxiliam no funcionamento de todo o corpo, por conta da proteína. Ela está presente, por exemplo, nos nossos músculos, enzimas e hormônios. Na hora de combater a ansiedade, opte pelas carnes magras, pelos peixes e frutos do mar. No caso das vegetarianas e veganas, é importante consumir a quantidade proteica ideal diária da mesma forma, por meio de fontes vegetais como grão-de-bico, lentilha, soja, feijão e etc. Consulte um nutricionista ou nutrólogo.

    *Com informações do jornal Metrópole

    Leia Mais:

    Conheça as diferenças entre cigarro eletrônico e convencional

    Hidratação: mantenha sua saúde nesse verão

    Sobe para 21 o número de casos suspeitos de intoxicação por cerveja