Fonte: OpenWeather

    NOVO DECRETO


    Toque de recolher volta a vigorar entre 19h e 6h, diz Wilson Lima

    O novo decreto começa a valer a partir desta segunda-feira (8) e vai durar pelos próximos 7 dias.

     

    Wilson Lima disse que os casos continuam em observação
    Wilson Lima disse que os casos continuam em observação | Foto: Divulgação


    Manaus - Horário que restringe a circulação de pessoas é reduzido e volta a ser de 19h à 6h. A informação foi confirmada pelo governador do Amazonas, Wilson Lima, na tarde desta sexta (5), em uma coletiva on-line. O novo decreto começa a valer a partir da próxima segunda-feira (8).

    Segundo o governador, apesar de ter havido uma redução no número de casos e óbitos em todo o Amazonas, a situação do estado ainda está longe de ser favorável, levando em consideração a necessidade de atividade econômica.

    “Nós continuamos na fase roxa, que é a fase mais crítica da pandemia, nossa situação ainda é muito difícil, mas percebemos a necessidade de fazer alguns ajustes”, disse momentos antes de anunciar o novo decreto.

    De acordo com o novo decreto, que deve ser publicado até sábado, fica restrito a circulação de pessoas nas ruas e espaços públicos de 19h à 6h. Ficando permitido apenas saídas necessárias e justificadas, como a ida ao médico, farmácia ou semelhantes. O comércio funcionará somente pelo sistema de delivery, de 8h à 17h.

     

    Os policiais vão continuar fiscalizando o cumprimento do decreto
    Os policiais vão continuar fiscalizando o cumprimento do decreto | Foto: Divulgação


    Assistências técnicas de celulares, geladeiras, ar-condicionado e afins, assim como serviços de controles de praga, funcionam apenas por domicílio, estando restrito ao mesmo horário dos serviços de entrega. As indústrias, por outro lado, podem funcionar 24h, no entanto, devem organizar seus turnos para evitar a circulação de pessoas nas ruas entre os horários restritos e ficando a encargo do empregador a responsabilidade pelo transporte. Eles não podem utilizar transporte público, assim como trabalhadores de obras.

    As lojas de conveniência podem funcionar até 18h, sem consumo no local. Já o delivery de restaurantes e bares, diferente do decreto anterior com o mesmo horário, podem funcionar neste sistema de 6h às 22h ou no formato drive thru de 6h às 18h.

    Sem carnaval

    Próxima da data onde seria festejado o Carnaval, o governador relembrou que o decreto revoga o ponto facultativo dos feridos e proíbe qualquer atividade festiva afim de evitar novos contágios. Ele afirmou ainda que todos os órgãos do estado que trabalham no combate à covid-19 irão observar a taxa de casos.

    “Vamos observar a evolução dos casos nesse período e partir daí vamos tomar nossas decisões. Há possibilidade de durante essa semana, se não continuar a estabilização de casos, o governo do estado reveja essas decisões. ”

    Durante a coletiva ainda foi reforçada a necessidade de a população cooperar com o estado. “Nesse momento não existe ninguém que não tenha sido atingido pela covid-19. Por isso há a necessidade do empenho de cada um. Sabemos que é muito difícil ter que ficar em casa. As pessoas querem sair, mas o momento que estamos vivendo é diferente de tudo que já se viveu no estado do Amazonas”, destacou ao falar sobre a necessidade de tratar a situação com seriedade e responsabilidade.

    Leia Mais

    Barreiras policiais fiscalizam circulação sem justificativa em Manaus

    Polícia fiscaliza e fecha serviços não essenciais em Manaus

    Prefeitura garante 100% da frota de ônibus em circulação