Fonte: OpenWeather

    Vacinação


    Bio-Manguinhos deve liberar vacinas importadas na quarta-feira

    A aquisição das doses visa a acelerar a vacinação enquanto a Fiocruz trabalha na produção das vacinas

     

    O avião com as doses já decolou de Mumbai, na Índia, e a carga deve desembarcar em São Paulo às 6h55 de terça-feira
    O avião com as doses já decolou de Mumbai, na Índia, e a carga deve desembarcar em São Paulo às 6h55 de terça-feira | Foto: Divulgação

    O Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos/Fiocruz) espera concluir na madrugada de quarta-feira (24) a rotulagem e a análise de 2 milhões de doses prontas da vacina Oxford/AstraZeneca que chegarão da Índia nesta terça (23).

    O avião com as doses já decolou de Mumbai, na Índia, e a carga deve desembarcar em São Paulo às 6h55 desta terça. Após os trâmites alfandegários, as doses serão levadas ao Rio de Janeiro, onde fica Bio-Manguinhos.

    Na Fiocruz, haverá conferência de temperatura e integridade da carga, e as vacinas receberão etiquetas com informações em português e terão amostras encaminhadas para análise de protocolo e liberação pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS/Fiocruz).

    O Brasil já havia recebido 2 milhões de doses prontas da Índia em 24 de janeiro, e mais 8 milhões de doses devem chegar nos próximos dois meses, graças a um acordo entre a Fiocruz, a AstraZeneca e o Instituto Serum, produtor das vacinas no país asiático.

    A aquisição das doses visa a acelerar a vacinação enquanto a Fiocruz trabalha na produção das vacinas a partir do ingrediente farmacêutico ativo (IFA) que começou a chegar neste mês.

    Leia Mais:

    Estratégia de vacinação contra a Covid-19 depende do repasse de doses

    Governo do Amazonas recebe 40 mil ampolas de Atracúrio

    Estoque de sangue cai 60% e Hemoam pede doações com urgência