Fonte: OpenWeather

    FISIOTERAPIA


    Programa 'RespirAR' realiza fisioterapia pós-covid com pacientes no AM

    Eles passarão por dez sessões, em média, que ocorrerão de segunda a sexta-feira

     

    Programa é uma parceria entre o FPS e o Faar
    Programa é uma parceria entre o FPS e o Faar | Foto: Divulgação/Faar

    Manaus - O Governo do Amazonas iniciou na manhã desta quinta-feira (25), os primeiros atendimentos do programa “RespirAR”. O programa vai atender, com sessões de fisioterapia, pacientes recuperados da Covid-19 e que estão com sequelas da doença.

    O programa acontece a partir de uma parceria entre a Fundação Amazonas de Alto Rendimento (Faar) e o Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS),onde o FPS é responsável por enviar os pacientes e a Faar de executar o tratamento fisioterapêutico.

    Para esse lançamento, o RespirAR começa atendendo 23 pessoas recuperadas do vírus da Covid-19, mas que estão com problemas respiratórios ou outras sequelas que podem ser tratadas a partir da fisioterapia. Eles passarão por 10 sessões, em média, que ocorrerão de segunda a sexta-feira, pela manhã de 8h às 11, e pela tarde de 14h às 17h.

     

    o RespirAR começa atendendo 23 pessoas recuperadas do vírus da Covid-19
    o RespirAR começa atendendo 23 pessoas recuperadas do vírus da Covid-19 | Foto: Divulgação/Faar

    Segundo o coordenador de fisioterapia do programa, Adson Duarte, uma avaliação preliminar é feita para poder dar início aos exercícios "A maioria dessas pessoas chegam com sequelas pulmonares, então nós vamos realizar alguns exercícios respiratórios para uma reexpansão pulmonar, associado a uma atividade aeróbica. Nosso objetivo é fazer com que esse paciente volte, o mais rápido possível, a sua rotina diária”, afirma.

    Mário Jorge Brandão, de 46 anos de idade, é um dos pacientes do “RespirAR” e classifica a ação como determinante na recuperação. “Eu como paciente recuperado, que venceu esse vírus, a disponibilização desse tratamento pelo estado é importante e determinante para nossa recuperação respiratória. Eu ainda sinto muitas dores musculares, mas graças a Deus vamos receber esse acompanhamento e creio que ficará tudo bem”.

     

    As sessões ocorrem no Centro de Treinamento de Alto Rendimento do Amazonas (Ctara), na Vila Olímpica
    As sessões ocorrem no Centro de Treinamento de Alto Rendimento do Amazonas (Ctara), na Vila Olímpica | Foto: Divulgação/Faar

    O diretor técnico da Faar, Francisco Edson Marques, destaca que o programa nasce para dar continuidade às ações do Governo do estado com esses pacientes recuperados. “Nós já tínhamos um espaço, que é o Ctara, contratamos alguns fisioterapeutas e, também, contávamos com alguns estagiários dessa área no nosso quadro de funcionários. Diante disso, adquirimos os materiais necessários e iniciamos essa ação”, comentou.

    “Vale destacar que nós, Faar, não estamos recebendo inscrições ou cadastro de pacientes. Esse trabalho está sendo realizado em parceria com o FPS. Eles nos enviam uma planilha com esses nomes e nós vamos realizando o atendimento. À medida que eles vão alcançando a alta da fisioterapia, nós informamos o FPS e eles já nos enviam novas pessoas para o tratamento”, finalizou.

    *Com informações a assessoria