Fonte: OpenWeather

    COVID-19


    Mais de mil cidades podem ficar sem medicamentos para intubação

    A pesquisa feita pela Confederação Nacional de Municípios também mostrou que 709 cidades podem ficar sem oxigênio em seus hospitais e centros clínicos

     

    Destes, 2.142 os municípios que dizem não ter recebido oxigênio dos seus respectivos governos estaduais
    Destes, 2.142 os municípios que dizem não ter recebido oxigênio dos seus respectivos governos estaduais | Foto: Getty Images

    Manaus - Segundo pesquisa divulgada nesta sexta-feira (26) pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), 1.316 cidades no Brasil correm risco de ficar sem os medicamentos que compõem o chamado kit intubação. 

    Além deste risco, a pesquisa também demonstra que 709 dos 2.611 municípios (27,2%) alegaram que podem ficar também sem oxigênio em seus hospitais e centros clínicos voltados para o tratamento de pacientes com Covid-19.

    Destes, 2.142 os municípios que dizem não ter recebido oxigênio dos seus respectivos governos estaduais, ou 82% das cidades que participaram da pesquisa. Não responderam à pergunta 9,1% dos municípios consultados.

    A CNM também perguntou aos gestores, se osmunicípios estão adotando o fechamento total de atividades não essenciais como medida de contenção do vírus. Na ocasião, 983 (37,6%) disseram que adotaram sim as restrições, enquanto 1.596, ou 61,1% afirmaram que não não. Feriados municipais foram antecipados em só 10,6% (278) das cidades.


    Leia mais 

    Psicólogo alerta para risco da automedicação com antidepressivos

    Se for reinfectado pela Covid, Bolsonaro indica que tomará cloroquina

    Mortes por doenças cardiovasculares em Manaus sobem na pandemia