Fonte: OpenWeather

    Amazonas


    Acariciar cães reduz estresse de estudantes, revela estudo

    Cientistas constataram que após um mês de terapia com os pets, os alunos sentiram os efeitos positivos por até seis semanas

     

    Efeitos positivos foram sentidos por estudantes após até seis semanas depois da terapia
    Efeitos positivos foram sentidos por estudantes após até seis semanas depois da terapia | Foto: Freepik

    Manaus (AM) - Conviver com animais de estimação faz bem para as pessoas, fazendo com que elas sintam-se mais felizes e calmas. Mas uma atividade em especial junto aos cães pode auxiliar universitários a lidarem melhor com o estresse cotidiano: fazer carinho neles.

    Esta constatação foi feita por pesquisadores da Washington State University (WSU), que descobriram que estudantes ficam menos estressados e tiveram uma melhora nas habilidades de planejamento quando tiveram contato com cachorros treinados para participar de terapias emocionais.

    O estudo foi publicado na última quarta-feira (12) na revista científica AERA Open, sobre estudos relacionados a educação e pedagogia, e é uma ampliação de outra pesquisa semelhante realizada pelos mesmos cientistas em 2019.

    Os pesquisadores analisaram as habilidades necessárias para planejar, organizar, concentrar e memorizar de 309 universitários, e perceberam que eles tiveram uma melhora nestas ações durante até cerca de seis semanas após um programa de terapia que durou aproximadamente um mês.

      “É uma descoberta realmente poderosa. Este estudo mostra que as abordagens tradicionais de gerenciamento de estresse não são tão eficazes para os universitários em comparação com programas que se concentram em fornecer oportunidades para interagir com cães de terapia”, destacou Patricia Pendry, professora do Departamento de Desenvolvimento Humano da WSU, em comunicado divulgado pela instituição.  

    As pesquisas foram desenvolvidas ao longo de três anos, enquanto os alunos participavam de programas acadêmicos de gerenciamento de estresse interagindo com cães treinados para este tipo de atividade.

    Uma das ações mais incentivadas pelos cientistas era o carinho das pessoas nos pets.

    Os autores do estudo ressaltaram que a interação entre humano e animal permite que os estudantes pensem e relaxem enquanto desenvolvem atividades que podem gerar estresse e ansiedade.

    Ao acariciar os cães, os universitários registraram menores níveis de sobrecarga emocional, aumentando a concentração e a motivação deles.

      “Você não pode aprender matemática apenas relaxando, mas quando você está considerando a capacidade de estudar, se envolver, se concentrar e fazer uma prova, ter um animal por perto é muito poderoso. Estar calmo é útil para aprender, especialmente para aqueles que lutam contra o estresse durante o aprendizado”, afirmou Patricia.  

    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    Raio mata 18 elefantes e choca população na Índia

    Tigre escapa de zoológico ilegal e invade residencial; veja o vídeo

    Cachorrinho é devorado por crocodilo em lago; veja vídeo