Fonte: OpenWeather

    Saúde


    Ministério da Saúde lança plataforma com prontuário médico eletrônico

    Histórico do paciente ficará registrado e disponível eletronicamente

    Quando o profissional atualiza as informações no prontuário, o paciente recebe uma notificação no aplicativo Conecte-SUS Cidadão | Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

    O Ministério da Saúde lançou nesta quinta-feira (1º) o sistema Conecte-SUS Profissional, um prontuário eletrônico onde ficam reunidas todas as informações do médico e do paciente. São dados sobre internações, carteira de vacinação digital, medicamentos do paciente, alergias, entre outros.

    Com a tecnologia, médicos de todo o país passarão a ter acesso ao histórico clínico com dados registrados nas redes pública e privada, nos vários níveis de atenção à saúde. Segundo o ministério, programa está apto a ser acessado em cerca de 15 mil Unidades Básicas de Saúde (UBS) em todo o Brasil.

    “É importante que as pessoas entendam o potencial do Conecte SUS. Pela primeira vez o paciente vai ter acesso ao seu prontuário eletrônico. E todos os profissionais de saúde estarão conectados na rede SUS, e não só com os dados dos estabelecimentos públicos, mas de toda rede de saúde”, explicou o diretor do DataSUS, Jacson Barros.

    Quando o profissional atualiza as informações no prontuário, o paciente recebe uma notificação no aplicativo Conecte-SUS Cidadão. As informações podem ser acessadas por meio do celular, computador ou tablet, utilizando o CPF

    O lançamento foi na cidade de Marechal Deodoro, em Alagoas, na Unidade Básica de Saúde da Poeira, no Loteamento São José. Durante o evento, o ministro da Saúde Marcelo Queiroga destacou a necessidade de novas tecnologias para que toda a população tenha acesso à saúde, inclusive em áreas remotas.

    “Nós temos 9% da população vivendo em áreas remotas, e como vamos chegar lá? Nós vamos chegar através da tecnologia, de informação e de comunicação, levando a aproximação da média e da alta complexidade com as unidades básicas de saúde”, disse o ministro.

    A pasta considera o Conecte-SUS um marco na troca de informações e orientações para profissionais e gestores, que passarão a contar com informações que auxiliarão na tomada de decisões e  na continuidade do cuidado com os pacientes. Assim, uma pessoa que começou o seu atendimento médico em Alagoas, por exemplo, ao seguir para São Paulo, terá todas as informações de seu prontuário eletrônico, bem como os medicamentos que o paciente usa.

    O programa Conecte-SUS teve início em 2019, com o projeto-piloto em Alagoas. Em agosto de 2020 foi lançado o aplicativo voltado para o cidadão, que permite ao usuário a visualização do seu histórico clínico, atendimentos realizados, internações, medicamentos, entre outras funcionalidades. No caso da carteira e do certificado de imunização para a covid-19, estes podem ser impressos ou salvos em PDF, caso necessite apresentar em algum momento.

    Covid-19

    Queiroga aproveitou o lançamento do sistema para falar sobre o enfrentamento à pandemia do coronavírus e reforçou que até setembro, serão distribuídas mais de 160 milhões de doses de vacina, permitindo que todos os adultos tenham recebido a primeira dose até setembro.

    *Com informações da Agência Brasil

    Leia Mais

    Amazonas recebe mais 19.890 doses de vacina da Pfizer

    'Meta é vacinar jovens de 18 anos em 10 ou 12 dias', diz David Almeida