Fonte: OpenWeather

    Imunização


    Anvisa autoriza estudo para avaliar eficácia de 3ª dose da AstraZeneca

    A Anvisa informou que a terceira dose da vacina contra a covid-19 será aplicada entre 11 e 13 meses após a segunda dose

     

    | Foto: Divulgação

    A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorizou, nesta segunda-feira (19), a realização de estudo clínico para aplicação de uma terceira dose da vacina AstraZeneca contra a covid-19 em voluntários que receberam as duas doses iniciais, com o intervalo de quatro semanas. O estudo deve avaliar a segurança, eficácia e imunogenicidade (se a vacina é capaz de produzir resposta imune) da dose de reforço.

    A Anvisa informou que a terceira dose da vacina contra a covid-19 será aplicada entre 11 e 13 meses após a segunda dose. "Trata-se de um estudo de fase 3, controlado, randomizado, simples-cego, ou seja, em que só o voluntário não saberá o que tomou: se uma dose da vacina ou de placebo", afirmou a agência em nota.

    Poderão participar como voluntários pessoas entre 18 e 55 anos, que estejam altamente expostos ao coronavírus, como profissionais de saúde. Não serão incluídas gestantes e pessoas com comorbidades.

    O estudo é patrocinado pela AstraZeneca e será realizado apenas no Brasil, nos estados da Bahia (1.500 voluntários), Rio de Janeiro (1.500 voluntários), Rio Grande do Sul (3.000 voluntários), Rio Grande do Norte (1.500 voluntários) e São Paulo (2.500 voluntários). Ao final do estudo, os voluntários que receberam o placebo poderão ser vacinados com a dose de reforço.

    Leia mais:

    Saiba mais sobre as vacinas contra Covid-19 usadas no Brasil

    Postos de Manaus aplicam somente 2ª dose da vacina nesta segunda (19)

    Amazonas recebe mais 63 mil doses de vacina contra a Covid-19