Fonte: OpenWeather

    Covid-19


    EUA volta a recomendar que vacinados usem máscaras em lugares fechados

    Disseminação da variante Delta, especialmente em locais onde a cobertura vacinal ainda é baixa, levou o país a rever a orientação anterior

     

    De acordo com novos dados divulgados por pesquisas científicas, a variante Delta é mais contagiosa do que as versões anteriores do Sars-CoV-2 .
    De acordo com novos dados divulgados por pesquisas científicas, a variante Delta é mais contagiosa do que as versões anteriores do Sars-CoV-2 . | Foto: Reprodução


    Washington - O Centro de Controle de Doenças, órgão dos Estados Unidos responsável pelo combate às pandemias, voltou a recomendar, nesta terça-feira (27), o uso de máscaras em locais fechados para pessoas que já estão imunizadas contra a Covid-19. Isso porque, nos últimos dias, houve crescimento no país de casos relacionados à variante Delta do coronavírus, especialmente em estados onde a cobertura vacinal segue baixa.

    De acordo com novos dados divulgados por pesquisas científicas, a variante Delta é mais contagiosa do que as versões anteriores do Sars-CoV-2 e, até mesmo, pessoas imunizadas apresentariam cargas virais altas quando infectadas, tornando-se vetores para a transmissão da Covid-19.

      Segundo a agência de saúde norte-americana, pessoas imunizadas que moram em locais de alta transmissão devem manter o uso de máscaras em espaços fechados. O órgão também indica o uso contínuo do item de proteção individual em espaços públicos para pessoas vacinadas que convivem com pessoas vulneráveis, como crianças pequenas e imunossuprimidos.  

    Voltou atrás

      Em maio, o CDC havia afirmado que as pessoas plenamente vacinadas não precisavam usar máscaras, nem mesmo em ambientes fechados. Havia uma exceção: no transporte público, todos deveriam manter as máscaras de proteção.  

    Além disso, nas últimas semanas, alguns governos regionais dos EUA recomendaram que as pessoas voltassem a usar máscaras em ambientes fechados. Foi o caso, por exemplo, do Departamento de Saúde Pública do Condado de Los Angeles, na Califórnia. 

    A recomendação, no entanto, não é uma regra obrigatória, e sim uma orientação à população. O alerta serve para lembrar os americanos de que, apesar do sucesso recente do país no combate à Covid-19, a pandemia ainda não acabou.

    *Com informações do Metrópoles

    Leia mais:

    Joice afirma que um dos suspeitos de agressão é parlamentar

    No AM, poucos parlamentares são contrários ao recesso legislativo

    Favorável a Bolsonaro, Romero Reis se desfilia do Novo