Fonte: OpenWeather

    Free Britney


    Britney Spears perde mais uma batalha e continua sob tutela do pai

    Jamie Spears responde pela tutela da cantora desde 2008, Britney busca desde 2020 a liberdade

     

    | Foto: Divulgação

    A juíza  Brenda Penny, responsável pelo caso da tutela de Britney Spears, resolveu manter a decisão em que oferece plenos poderes ao pai da cantor Jamie Spears, de responder pela filha economicamente além de resolver questões pessoais para Britney. Jamie possuí a tutela legal da filha desde 2008 quando a cantora passou por momentos difíceis em sua vida pessoal como ser internada em uma clínica psiquiátrica depois de um surto em público filmado por paparazzis em 2007.

    Na semana passada Britney prestou  depoimento em uma audiência na Califórnia, buscando o fim de sua tutela. 

    "

    Eu só quero minha vida de volta. Já se passaram 13 anos, é o suficiente. Faz muito tempo que eu não tenho o meu dinheiro. É meu desejo e meu sonho que isso acabe. [...] Não está certo me forçar a fazer algo que eu não quero fazer. Eu realmente acredito que essa tutela é abusiva. Eu não sinto que posso viver uma vida plena "

    Britney Spears, cantora

     

    O pedido original foi feito em novembro de 2020, quando o advogado da norte americana afirmou que a cantora tem medo de seu pai e se recusaria a subir no palco enquanto ele fosse seu tutor. A juíza negou o pedido na época e reiterou a decisão hoje, dias depois do depoimento em que Britney pediu o fim de sua tutela e citou seu pai: "Não só minha família não fez nada, meu pai era totalmente a favor. Qualquer coisa que acontecesse comigo precisava ser aprovada pelo meu pai". Britney ainda pode recorrer da decisão e voltar a pedir que seu pai seja removido da tutela. 

      De acordo com informações do The Hollywood Reporter, Huffington Post, Entertainment Tonight, ABC News, CNN e Variety, a cantora leu uma declaração perante ao tribunal de forma remota por 24 minutos, o que aconteceu por volta das 15h no horário de Brasília. Apenas gravações do áudio da audiência foram permitidas pela corte e, quando uma advogada presente no momento pediu para o momento não ser público em respeito à privacidade de Britney e de seus filhos, a cantora negou.  

    "Eles fizeram um bom trabalho explorando minha vida. Portanto, sinto que deveria ser uma audiência pública e eles deveriam ouvir o que tenho a dizer", afirmou ela.

    Leia mais

    Britney Spears diz que não tem ideia de quando vai retornar aos palcos

    Paris Hilton fala sobre foto com Britney Spears e Lindsay Lohan

    Britney Spears desabafa em tribunal: “Só quero minha vida de volta"