Fonte: OpenWeather

    Variedades


    Saiba a importância da reposição de colágeno ao organismo

    O público feminino é quem mais sofre com a perda de colágeno – foto: reprodução
     
    O colágeno representa cerca de 25% de toda proteína do organismo humano. Sua função é proporcionar sustentação às células, mantendo-as unidas. É encontrado na pele, nos ossos, nas cartilagens, nos ligamentos e nos tendões.
    O colágeno é produzido naturalmente no organismo, mas com o avançar da idade o corpo perde 1% de colágeno ao ano resultando no surgimento de rugas, flacidez e aumentando a fragilidade articular e óssea. Para amenizar essa perda, é importante investir em uma reposição por meio da alimentação ou preparações farmacêuticas.
    De acordo com o nutricionista Gabriel Cairo Nunes, da Clínica Health Me Gerenciamento de Peso, a ausência do colágeno pode ser notada a partir do surgimento de dores articulares, tendinites, fragilidade capilar, perda óssea, rugas precoces e unhas enfraquecidas.
    “Tais sintomas denunciam uma alimentação deficiente em proteínas, vitaminas e minerais. E sem esses nutrientes é natural que ocorra um enfraquecimento muscular e um cansaço por qualquer esforço físico”, explica.
    O público feminino é quem mais sofre com a perda de colágeno, pois possui uma quantidade menor dessa proteína no organismo, em comparação aos homens. “Ao atingir a faixa etária dos 45 anos, a mulher sofre uma diminuição na quantidade de fibroblastos, as células responsáveis pela produção de colágeno, que ao lado de outra proteína, a elastina, sustenta a pele”, destaca o nutricionista.  
    Além disso, muitos são os fatores que contribuem e aceleram o desgaste da pele, entre eles: a exposição excessiva ao sol, o cigarro, a poluição, a herança genética, as alterações hormonais, a alimentação desequilibrada e o estresse. Por isso, é fundamental modificar os hábitos de vida, investir em uma alimentação saudável e apostar em cremes e tratamentos que ajudam a prolongar a juventude.
    Colágeno: em favor da beleza e da saúdeUma alternativa simples, barata e eficaz para acentuar a produção de colágeno e retardar o processo de envelhecimento é manter uma alimentação balanceada. “O ideal é optar por uma dieta rica em proteínas magras e ômega-3, para estimular a produção de colágeno, além de consumir alimentos que contenham vitamina C, vitamina E, cobre, selênio, zinco e silício”, aconselha.   
    Para esclarecer quais são os alimentos ‘milagrosos’ que ajudam a repor o colágeno no organismo, o nutricionista Gabriel Cairo Nunes lista os mais indicados:
    Carnes, ovos, peixes - São fontes de proteínas e de vitaminas B6 e B12. Além disso, são importantes para a flora intestinal agindo no metabolismo de carboidratos, lipídios e aminoácidos.
    Feijão, brócolis e ervilha - É importante consumir folhas verde-escuras como espinafre e outros alimentos como lentilhas, grãos, gema de ovo, fígado bovino e laranja, pois são fontes de ácido fólico. “O ácido fólico é um nutriente muito importante para síntese do RNA e DNA, sendo fundamental na replicação celular”, afirma Nunes.
    Cerejas, uvas, soja  - Estimulam a renovação celular, pois contêm flavonoides, um potente antioxidante para neutralizar os radicais livres, que são responsáveis pelo envelhecimento celular.
    Aveia e leguminosas  - São alimentos ricos em silício, um mineral proveniente de vegetais, sendo indicado para auxiliar na manutenção da rigidez celular. A aveia age sobre os músculos, tendões, cartilagens e articulações amenizando dores e outros problemas enfrentados devido à ausência de colágeno.
    Vitamina C - É indicado consumir alimentos ricos em vitamina C, pois facilitam a síntese do colágeno. Abuse das frutas cítricas como laranja, acerola, limão e abacaxi.
    Frutas vermelhas - São ricas em cianidina e vitamina C, antioxidantes que combatem os radicais livres. Seu consumo favorece as paredes dos vasos sanguíneos da pele, tornando-a mais irrigada e oxigenada. Além disso, as frutas vermelhas previnem o envelhecimento precoce das células, o excesso de oleosidade e a acne.Suplementação de colágeno
    Além de incluir esses alimentos nas refeições, ainda é possível adotar uma suplementação de colágeno em pó ou em cápsulas. “As cápsulas possuem porção reduzida de colágeno. Já a versão em pó é mais concentrada e indicada para fazer a digestão. A pessoa deve ingerir cerca de 20 cápsulas para alcançar a recomendação diária, e na versão em pó, uma colher de sobremesa já basta”, esclarece o nutricionista.  
    Porém, melhor mesmo é apostar em uma alimentação balanceada e prática regular de atividade física, aliada à ingestão hídrica para conseguir manter a pele bonita e saudável.