Fonte: OpenWeather

    Variedades


    Estrias brancas e vermelhas: saiba qual a diferença

    vrEstrias vermelhas são as chamadas ‘recentes’. As brancas são as mais antigas, sem reação inflamatória - foto: reprodução
     
    Quando o assunto é beleza, muitas mulheres sabem reconhecer as estrias e sentem-se incomodadas com os risquinhos na pele. Porém, nem todo mundo sabe diferenciar o tom de cada tipo de estria.
    “As vermelhas são mais novas, mais recentes, possuem um fluxo de sangue maior na região e ainda não se romperam todas as camadas da pele”, informa o dermatologista Fernando Passos de Freitas.
    O especialista explica ainda que as brancas estão no estágio seguinte e definitivo. A circulação local já passa a ser deficitária. “As avermelhadas podem ser tratadas, já as brancas (antigas) não contam com um tratamento efetivo e, no máximo, é possível diminuir a intensidade das lesões”, acrescenta.
    Classificação de estriasVermelhas: chamadas estrias recentes. Normalmente, na sua fase inicial, as estrias apresentam-se avermelhadas ou arroxeadas e gradativamente assumem uma coloração esbranquiçada. Também podem ser precedidas de prurido no local de aparecimento.Brancas: são estrias antigas, que já não apresentam reação inflamatória.Atróficas: apresentam-se deprimidas em relação à superfície da pele.Hipertróficas: fazem relevo com relação à superfície da pele.As estrias, normalmente, acometem a face lateral dos quadris e das coxas, mas também podem surgir na região lombar. “Durante a gestação, as estrias costumam se distribuir pelo no abdome, circundando a cicatriz umbilical, além de acometer a região glútea, coxas e flancos”, afirma o dermatologista. No entanto, tudo isso é intensificado quando a gestante ganha peso excessivo. Aliás, o sobrepeso e a obesidade estão diretamente associados ao aparecimento de estrias. “Isso acontece devido às alterações hormonais e a distensão da pele bastante comum neste estado”, diz o médico. Como tratarSegundo o especialista, o tratamento das estrias não é simples, afinal ainda não existe nenhum método capaz de resolvê-las definitivamente, apesar de cada vez mais dispormos de tratamentos capazes de atenuar o problema. “Por isso, é essencial buscar métodos para evita-las”, afirma.  A seguir, o dermatologista lista os principais meios para evitar que as estrias surjam na pele, anote:
     
    • Hidratação intensa da pele com cremes e loções apropriados
    • Beber, ao menos, oito copos de água por dia (cerca de 2 litros)
    • Evitar engordar demais e rapidamente, eliminando doces e gorduras da dieta
    • Praticando exercícios físicos regularmente