×
Acolhimento

Abrigo Casa Esperança acolhe vulneráveis em Manacapuru

A ajuda de voluntários tem sido fundamental para o funcionamento do espaço

São 26 profissionais atuando no abrigo (Foto: Divulgação)

Manacapuru (AM) – O município de Manacapuru, distante a 68 quilômetros de Manaus, conta com a Casa Esperança que é um espaço de acolhimento institucional de crianças e adolescentes. A instituição atualmente atende um público de 25 acolhidos com idades entre zero e 17 anos em situação de risco pessoal ou social. A sede funciona na avenida Gilberto Mestrinho, n° 1583, no bairro Liberdade.

Conforme a diretora-executiva do local, Ivanita Caldeira Lima, o abrigo funciona na sede que é alugada e dentre os acolhidos sete são bebês de 0 a 18 meses. A ajuda de voluntários tem sido fundamental para o funcionamento do espaço que conta com dois berçários, dois quartos, brinquedoteca, lactário, sala de saúde, espaço educacional, sala psicossocial, sala de atendimento, coordenação geral, cozinha, refeitório e despensa.

O local conta com dois berçários Foto: Divulgação

“Trabalhamos com um convênio que nos garante gratificar algumas das pessoas que colaboram conosco, mas ainda sim precisamos de voluntários e atualmente contamos com seis. 70% da nossa renda vem do apoio da comunidade, de empresários e amigos que colaboram com a alimentação e demais despesas que não são cobertas pelo convênio. Somos 26 pessoas para manter o abrigo funcionando, sendo nove cuidadoras, porteiro, serviços gerais, setor financeiro e setor psicossocial”, explicou Ivanita.

Sala de artes ajuda a arrecadar renda para o local Foto: Divulgação

A Casa Esperança também conta com uma sala de artes, onde as crianças do abrigo produzem itens que são vendidos e tem a renda convertida em donativos. Neste ano, a instituição pretende construir uma sala de fisioterapia para atender a necessidade das crianças com deficiência.

“Precisamos muito de doações, pois custos são altos e esse ano estamos gastando muito com material escolar e merenda para às crianças. Pedimos que nossos padrinhos continuem nos ajudando, inclusive com alimentos. Pois, poderemos destinar nossa renda, para outras necessidades do local”, destacou.

Quem quiser contribuir com o trabalho da Casa Esperança pode entrar em contato por meio do número: (92) 99341-0659.

Leia Mais

Sesc AM reinaugura biblioteca em homenagem ao poeta Thiago de Mello

Projeto de Bototerapia precisa de apoio para dar continuidade

Chamada internacional seleciona projetos de pesquisa e inovação do AM

Edição web: Jonathan Ferreira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.