×
Investigação

Câmara de gás: MPF apura violação ao direito de pessoas com deficiência

MPF instaurou novo procedimento relacionado ao caso do homem morto após ser trancado em viatura por agentes da PRF

Divulgação

O Ministério Público Federal (MPF) instaurou, nesta sexta-feira (27), mais um procedimento relacionado ao caso de Genivaldo de Jesus Santos, morto durante abordagem da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Umbaúba, Sergipe. Agora, a Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão (PRDC) investiga se houve violações aos direitos das pessoas com deficiência.

A princípio, Genivaldo era uma pessoa com deficiência mental, sofria de esquizofrenia e fazia uso de medicamentos controlados. A PRDC pretende entrar em contato com a família da vítima e agendar reunião com a Superintendência da Polícia Rodoviária Federal em Sergipe, para tratar sobre as medidas já tomadas e obter informações acerca do protocolo de abordagem da PRF a pessoas com deficiência.

O primeiro procedimento instaurado pelo MPF, nessa quinta-feira (26), é de natureza criminal e de controle externo da atividade policial. No novo procedimento da PRDC, serão investigadas as violações dos cidadãos.

*Com informações do Metrópoles

Leia mais:

Polícia Federal realiza operação contra estudantes de medicina

Agentes da PRF envolvidos na morte de homem em viatura são afastados

“A PM deve satisfações e estou aguardando”, diz Fux após operação policial no RJ

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.