×
SOCIAL

Autazes e São Sebastião do Uatumã recebem atendimentos do Crédito Solidário

O programa Crédito Solidário disponibiliza linhas de crédito para fomentar o mercado de trabalho informal

Crédito Solidário
Serão beneficiados 200 proponentes de cada município, totalizando um número de 400 pequenos empreendedores. - Breno Brandão

Autazes (AM) – O Governo do Amazonas, por meio do Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS), dará início às ações do programa Crédito Solidário para pequenos empreendedores de Autazes e São Sebastião do Uatumã (respectivamente a 113 e 246 quilômetros de distância da capital).

Nas duas localidades, os atendimentos começam na segunda-feira (20) e seguem até o dia 25 deste mês, sábado, no horário das 8h30 às 16h30.

Em Autazes, a ação irá ocorrer na Coordenadoria Municipal de Empreendedorismo Local, na rua Pedro Nobre, s/nº, Centro.

Já em São Sebastião do Uatumã, os atendimentos serão na sede do Conselho Tutelar, localizada na rua Francisco Xavier, s/nº, Centro.

Serão beneficiados 200 proponentes de cada município, totalizando um número de 400 pequenos empreendedores.

O recurso a ser investido, será de R$ 400.000, para cada município, totalizando o valor de R$ 800.000 na ação.

Documentação


Os documentos necessários para o cadastro são RG (original); CPF (original); comprovante de residência atualizado no nome do solicitante e com CEP (água/luz/telefone/IPTU, original) ou, caso more alugado, contrato ou declaração de aluguel assinada e com RG e CPF do proprietário; e comprovante do estado civil (original), RG e CPF original do companheiro(a).

Além da documentação, é necessário que o proponente não possua CNPJ ou MEI, dívidas em bancos, em lojas ou protesto em cartório – com exceção das dívidas em lojas com crediário próprio, até o limite máximo de R$ 1 mil. Aposentados e beneficiários de auxílio-doença também são restringidos no programa.

Objetivo


O programa Crédito Solidário disponibiliza linhas de crédito para fomentar o mercado de trabalho informal, voltadas para pessoas que desejam ser incluídas no contexto socioeconômico, realizando trabalhos informais para a geração de renda familiar, desenvolvendo atividades ligadas à prestação de serviços como profissionais da beleza, vendas de lanches, confecções, artesanato e outros.

O valor disponível para cada aprovado vai de R$ 500 a R$ 2 mil.

A ação disponibiliza recursos que servirão como capital de giro para micro e pequenos empreendedores, permitindo-lhes impulsionar seus negócios e, dessa forma, conquistar uma fonte de renda segura.

*Com informações da Agência Amazonas

Edição Web: Bruna Oliveira

Fotos:

Leia mais:

Pequenos empreendedores de Codajás recebem Crédito Solidário

Sejusc promove cadastro no Crédito Solidário para mulheres

Atendimentos do Crédito Solidário são realizados em Manaus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.