×
Entrada no país

Rússia proíbe entrada do presidente dos EUA e de mais 962 americanos

Decisão veio em resposta às sanções contra Moscou. Japoneses e canadenses já tinham sido impedidos de ingressar anteriormente

A Rússia anuncia neste sábado (21) a proibição de 963 norte-americanos, incluindo o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, para a entrada no país.

A lista publicada pelo Ministério das Relações Exteriores da Rússia também veta o acesso ao território russo do secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, e do chefe da CIA, William Burns. O motivo são as sanções do “ocidente” para retaliar a invasão à Ucrânia.

Além dos americanos, o governo russo decidiu impedir a entrada de 26 cidadãos canadenses. Entre elas, está a esposa do primeiro-ministro Justin Trudeau e comandantes militares seniores. Desde o início da guerra na Ucrânia , a Rússia já barrou várias autoridades do Japão, incluindo o primeiro-ministro Fumio Kishida, e de mais de 287 deputados britânicos, além do premiê Boris Johnson.

“Em resposta ao fato de que as autoridades canadenses declararam outra série de sanções contra Moscou , que incluíam não apenas representantes da administração estatal, mas também funcionários dos círculos militares e comerciais, bem como seus parentes próximos, a Rússia fecha definitivamente a entrada para a categoria semelhante de representantes canadenses”, diz a chancelaria russa.

*Último Segundo

Leia mais:

Empresa Renault anuncia saída da Rússia

EUA impõem novas sanções contra Rússia por guerra na Ucrânia

Brasil defende a permanência da Rússia no G20, diz Carlos França

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.