×
Investigação

Após ‘open maconha’, Filipe Ret é investigado por tráfico de drogas

DRE instaura inquérito para apurar conduta de rapper. Pedro Scooby, Jade Picon, Ronaldo Fenômeno, entre outros, devem ser intimados a depor

O rapper Filipe Ret passou a ser investigado por tráfico de drogas após postar fotos em que supostamente oferece maconha para os convidados, em sua festa de aniversário, ocorrida no dia 23 de junho, no Rio. Em imagens postadas nas redes sociais, pelo próprio artista, ele aparece segurando um balde com o que parece ser cigarros do entorpecente. A informação foi confirmada pela reportagem com a Polícia Civil.

De acordo com o código penal, entre as diversas condutas que caracterizam o crime de tráfico de drogas está o ato de entregar a consumo ou fornecer drogas, mesmo que gratuitamente.

Famosos que estiveram na festa deverão ser intimados a depor, na DRE (Delegacia de Repressão a Entorpecentes), na Cidade da Polícia. Entre eles, há procedimentos para serem encaminhados ao jogador Ronaldo Fenômeno, o surfista Pedro Scooby, a influencer Jade Picon, o ator Douglas Silva, e o atleta olímpico Paulo André.

O evento repercutiu nas redes e foi chamado de ‘open beck’, em similaridade ao costumeiro ‘open bar’, que oferece bebidas gratuitas. As imagens viralizaram nas redes e muitos internautas apontaram que nada ocorreria, devido a Ret ser famoso. “Realmente, maconha só é ilegal para quem tem menos de seis dígitos em suas contas”, escreveu uma internauta.

O evento de 37 anos do rapper contou também com a presença de outros famosos, como: o rapper L7nnon, os MC’s Maneirinho e Cabelinho e o surfista Ítalo Ferreira.

*Com informações do site O Dia

Leia Mais:

Felipe Ret mostra balde com maconha distribuída em sua festa com famosos

Marcha da Maconha acontece neste sábado (25) em Manaus

Sâmia Bomfim pede que Câmara resgate comissão para legalização da maconha

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.