×
Paralisação

Trabalhadores do PIM podem cruzar os braços por conta do decreto do IPI, diz vereador Sassá

De acordo com o vereador Sassá da Construção Civil (PT) a greve pode acontecer a qualquer momento

Foto: Divulgação

Manaus (AM) – A prorrogação do decreto que reduz em 25% a alíquota sobre o Imposto dos Produtos Industrializados (IPI) da Zona Franca de Manaus (ZFM), na última sexta-feira (1), pode ocasionar uma paralisação geral no Polo Industrial de Manaus (PIM). De acordo com o vereador Sassá da Construção Civil (PT) a greve pode acontecer a qualquer momento.

Segundo o vereador, pelos menos dez sindicatos estão se reunindo e preparando uma paralisação para protestar contra a prorrogação do decreto, que prejudica diretamente a ZFM. Sassá ressalta que os trabalhadores estão preocupados com seus empregos e uma greve seria uma alternativa.

“São vários sindicatos envolvidos, mais de dez, que estão se organizando para ajudar os trabalhadores do distrito que estão preocupados em perder o emprego”, diz Sassá ao Portal Em Tempo.

O parlamentar não deu uma data certa para a paralisação acontecer, mas ressaltou que pode ser ainda essa semana, a qualquer momento.

Entenda o porquê da possível paralisação

No último dia 9 de março, Bolsonaro prometeu ao Governador Wilson Lima que iria retirar os itens que recebiam incentivos fiscais por meio de Processo Produtivo Básico (PPB) da ZFM. No entanto, a promessa não foi cumprida e o decreto prorrogando o aumento foi publicado.

Com a redução da alíquota, a indústria amazonense é prejudicada pois perde vantagem comparativa com demais estados por questões logísticas já que o estado conta com o IPI zero em produtos. Os governos municipais e estaduais perdem arrecadação também.

Leia mais:

Governo Federal descumpre palavra, reduz em 25% o IPI e coloca em agonia o modelo ZFM

“Paulo Guedes quer acabar com ZFM”, diz Serafim sobre novo decreto do IPI

Após nova ameaça de Guedes, Serafim pede que Bolsonaro cumpra palavra e reverta decreto que reduz IPI

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.