×
Contexto

Bancada vai lutar com ADI no STF contra decreto que quer destruir a Zona Franca de Manaus

A reunião, presidida pelo senador Omar Aziz (PSD), contou com a participação do presidente nacional do SD, deputado federal Paulinho da Força

Divulgação

Reunida ontem, a bancada do Amazonas no Congresso Nacional decidiu subscrever uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI), proposta pelo Solidariedade, no Supremo Tribunal Federal contra o decreto do governo Bolsonaro que atenta contra os incentivos fiscais do modelo Zona Franca de Manaus.

A reunião, presidida pelo senador Omar Aziz (PSD), contou com a participação do presidente nacional do SD, deputado federal Paulinho da Força, de São Paulo, e do comandante estadual da sigla, deputado Bosco Saraiva.

Também apoiam a ADI os senadores Eduardo Braga (MDB) e Plínio Valério (PSDB), e os deputados federais Marcelo Ramos (PSD), José Ricardo (PT) e Sidney Leite (PSD).

Os deputados Átila Lins (PSD) e Silas Câmara (Republicanos), cumprindo agenda no Amazonas, não participaram da reunião, mas vão subscrever a ADI.

Sucesso do Feclam

O pioneirismo e o fator integração entre os poderes legislativos foram destacados pelo governador Wilson Lima (UB) e pelo deputado-presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas, Roberto Cidade (UB), como alguns dos pontos mais relevantes do 2º Fórum Estadual das Casas Legislativas do Estado do Amazonas (Feclam) encerrado ontem.

Também prefeitos e vereadores, ouvidos pela coluna, ressaltaram a importância do evento por estabelecer maior sintonia entre as casas legislativas do Estado, o que possibilitará ações mais proveitosas em favor dos 62 municípios amazonenses.

Soluções conjuntas

“Cada casa legislativa de cada município tem sua realidade, suas peculiaridades, mas tenho certeza de que o Feclam ajudará a resolver muitos problemas que são comuns. Juntos, poderemos encontrar mais rapidamente as soluções devidas”, disse Wilson Lima sobre o Feclam.

Condutas vedadas

O Feclam de 2022 foi encerrado com palestras que foram bastante elogiadas pelos participantes.

O especialista em Direito Eleitoral e Político Leland Barroso, do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), discorreu sobre “Condutas Vedadas no Período Eleitoral”.

Marketing Eleitoral

O jornalista e especialista em Marketing Eleitoral, Lucas Pimenta, palestrou sobre “Como fazer Marketing Político nas Redes Sociais”, enquanto Fabiana de Menezes Soares, representante da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), focou o tema “Leis, Políticas e Desenvolvimento”.

A palestra “Posicionamento: a Chave do Marketing Político” fechou o Feclam com o especialista em marketing político Rodrigo Gadelha.

Apoio possível

Nos bastidores do Feclam, vários vereadores interioranos aproveitaram para manifestar suas tendências de apoio político aos postulantes a cargos majoritários nas eleições de 2022 no Amazonas.

O vereador de Barreirinha, Renilson Andrade, por exemplo, destacou as propostas do governador Wilson Lima, enquanto Jozivan Souza, também de Barreirinha, reclamou mais atenção ao município e não descartou apoiar a reeleição de Wilson.

Homem de luta

Aos 56 anos, o juiz do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), Adalberto Carim Antônio, um dos fundadores da Vara Especializada em Meio Ambiente e Questões Agrárias da Comarca de Manaus (Vemaq), em 1997, a primeira vara ambiental do Brasil, morreu ontem de parada cardíaca em Manaus.

Premiado com a Menção Honrosa Juiz Especial, do VI Prêmio Innovare, com o trabalho “A Justiça do século XXI”, Adalberto desenvolveu projetos como a Oca do Conhecimento, a Justiça Volante Ambiental, o Projeto Sementes da Vida e o Espaço da Cidadania Ambiental (Ecam), todos voltados ao incentivo da cultura da preservação, da sustentabilidade e da educação ambiental, voltados para a ecocidadania.

Cachimbo da paz ?

Os tucanos Plínio Valério e Arthur Neto iniciaram uma rodada de conversas envolvendo a pré-candidatura do senador ao governo do Amazonas.

Segundo Plínio, as conversas não terminarão agora, devendo se estender até as vésperas do período convencional. “Somos velhos companheiros, chegou a hora da gente se entender”, declarou o senador.

Fim das híbridas

Fazendo coro com proposta do colega Belarmino Lins (PP), o deputado Adjuto Afonso (UB), defendeu ontem o retorno das sessões ordinárias totalmente presenciais no plenário da Assembleia Legislativa.

Conforme Adjuto, as sessões híbridas vêm deixando o plenário vazio, dificultando a celeridade e o andamento dos trabalhos na Casa Legislativa.

Dia do Exército

A solenidade em comemoração ao Dia do Exército, ontem em Brasília, foi marcada pelas presenças do presidente Jair Bolsonaro (PL) e do vice, General Hamilton Mourão (Republicanos).

No evento, o deputado federal amazonense Capitão Alberto Neto (PL) foi agraciado com a Medalha do Exército Brasileiro, que é destinada a civis ou militares com serviços relevantes em nome do Exército.

Também abrilhantaram o evento os comandantes da Aeronáutica, do Exército Brasileiro e da Marinha, além do presidente do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, do Senado, Rodrigo Pacheco, e da Câmara dos Deputados, Arthur Lira.

Prato de Wilson

O governador Wilson Lima inaugurou, na quarta-feira (20), mais uma unidade do Prato Cheio no interior, desta vez em Tabatinga, no Alto Solimões, beneficiando pessoas em situação de vulnerabilidade social.

A inauguração integrou a programação do Governo Presente, que chegou à região do Alto Solimões, onde também foi inaugurada a primeira escola do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam) de Benjamin Constant.

O Prato Cheio tabatinguense vai servir, gratuitamente, 400 litros de sopa por dia, de segunda a sábado.

Novo comandante

A Universidade do Estado do Amazonas (UEA) tem novo comandante: o reitor Professor Doutor André Luiz Nunes Zogahib.

Empossado na terça-feira (19), ele vai dirigir a universidade ao lado da vice-reitora Professora Doutora Kátia do Nascimento Couceiro.

Cheia na pauta

O Dia do Índio, celebrado no último dia 19 de abril, e a subida das águas do Rio Negro, tomaram conta da sessão da Câmara Municipal de Manaus da última terça-feira (19).

Os vereadores Ivo Neto (Patriota) e Márcio Tavares (Republicanos) mostraram preocupação, sobretudo, com a subida do Rio Negro na bacia do bairro de Educandos, na Zona Sul.

“Naquele local os moradores já estão sendo prejudicados, é preciso fazer o mais rápido possível um trabalho de prevenção para evitar danos maiores”, disse Ivo.

Leia mais:

FIEAM diz que reunião do CODAM é prova de que a ZFM ‘está viva’

Censura ou liberdade

Decreto do IPI mata empregos e economia do AM, mas não reduz preços

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.