×
Depoimento

Em depoimento, genro de servidora assassinada em Manaus relata ser inocente

Ele ressaltou que tinha um bom convívio com a sogra e que era inocente

Foto: Alailson Santos – PC/AM

Manaus (AM) – Igor Gabriel Melo e Silva, genro de Silvanilde Veiga, servidora assassinada no último sábado (21), dentro de apartamento na Ponta Negra, prestou depoimento sobre o dia do crime, nesta quarta-feira (25), na sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

O depoimento de Igor durou cerca de 5 horas. Por volta de 15h30 o genro da vítima saiu da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), acompanhado de advogados.

À imprensa, Igor relatou apenas que confia no trabalho da polícia e nas investigações. Ele ressaltou que tinha um bom convívio com a sogra e que era inocente.

O teor das informações que Igor relatou à polícia não foram revelados, visto que as investigações seguem em sigilo. Ainda na quarta-feira (25), outro funcionário do condomínio também prestou depoimento sobre o dia do fato.

Neste terceiro dia de investigação, policiais civis foram três vezes até o condomínio onde ocorreu o crime para recolher materiais que irão ajudar nos esclarecimentos sobre o crime.

Entre o material recolhido pela polícia estão 10 HDs contendo 160 imagens de câmeras de segurança do local, bem como uma camisa ensanguentada. A polícia irá investigar se pertence à vítima ou ao autor do homicídio.

Supostos mandados

Segundo fontes extraoficiais, há indícios de que a DEHS solicitou ao Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) mandados de prisão preventiva em nome de suspeitos de envolvimento no assassinato da servidora do TRT, Silvanilde Veiga. Porém, houve recusa do juiz por falta de indícios para o pedido. Nos próximos dias, há expectativa de que mais pedidos sejam expedidos pela polícia investigativa.

Até o fechamento desta edição, não obtivemos resposta do Tribunal de Justiça do Amazonas.

Leia mais:

“Ela não merecia isso”, declara filha de servidora pública assassinada em Manaus

Mais de dez pessoas já foram ouvidas pela polícia sobre o assassinato de servidora do TRT no AM

Imagens de câmeras de segurança devem identificar assassino de servidora do TRT

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.