×
Inusitado

Mulher alega ter sofrido ‘gostosofobia’ em academia

Conhecida como vovó Fitness, Andréa Sunshine relata ter se sentido humilhada com abordagem de um funcionário de academia em Búzios

Divulgação

Na era digital, compartilhar a rotina na internet se tornou algo muito comum, ver alguém tirando fotos ou gravando um vídeo de si mesma, em um ambiente público como um shopping ou uma academia não é algo que gera estranhamento. Entretanto, a musa fitness Andréa Sunshine de 53 anos, relata ter sofrido alguns constrangimentos em uma academia em Búzios, por estar gravando o próprio treino.

“No dia 17 de junho, tive um treino maravilhoso e fiz as minhas imagens para as postagens no Instagram. Mas, para a minha surpresa, no sábado, 18, fui abordada durante a metade das minhas atividades por um funcionário que se dizia gerente”, relembra a mulher.

Conhecida como vovó Fitness, Andréa trabalha como influenciadora digital, compartilhando a rotina de treinos. A mulher conta que foi abordada de forma preconceituosa por um dos funcionários do estabelecimento. Ela alega ter sofrido “gostosofobia” e que a abordagem teria sido diferente se fosse com um homem.

“Por conta do meu trabalho internacional reconhecido como influencer fitness, estava gravando imagens de mais um dia de treino. Não quero discutir política interna, apesar de achar a deles obsoleta, pois estamos na era digital e todos os simpatizantes e influencers dessa área fazem postagens de suas rotinas em academias espalhadas pelo mundo todo. Mas, sim, o constrangimento preconceituoso de ‘gostosofobia’. Talvez, se fosse um homem, a conduta teria sido mais respeitosa e gentil. Me senti diminuída e inferiorizada com todos os olhos virados para mim. A academia estava lotada! Fiquei gelada, sentindo palpitações já que estava com o meu pré-treino ativo e com a adrenalina altíssima”

, diz Sunshine.

Apesar do nome gostosofobia parecer intrigante ou até mesmo engraçado, é apenas uma palavra diferente para se dizer machismo e misoginia. A musa também questionou a necessidade do funcionário em envergonhá-la. 

“Por que me constranger ainda mais e tornar mais longo o processo? Por que não me chamou em um canto? Ou não me deu um toque discretamente na saída? Senti um enorme desconforto e constrangimento”

, questiona Andréa. 

*Com informações do IG Mail

Leia mais:

Grávida é suspeita de forjar seu sequestro para esconder volta com ex

Vídeo: chefe do tráfico interrompe culto durante operação e pede benção

Caixa pagou postes para iluminar jardim da mansão de Pedro Guimarães

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.