×
SETOR PRIMÁRIO

Idam incentiva tecnologias no cultivo de citros e macaxeira em Iranduba

Produtores participaram de demonstração de métodos para aprender técnicas e melhorar produtividade

Idam
A unidade está instalada na estrada do Paricatuba, Km 2,5, em Iranduba. - Nailson Castro/Idam

Iranduba (AM) – Com o objetivo de transferir tecnologias e incentivar a adoção de boas práticas agrícolas, o Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam), realizou Demonstrações de Métodos na unidade demonstrativa de citros consorciada com a macaxeira.

A unidade está instalada na estrada do Paricatuba, Km 2,5, em Iranduba (distante 27 quilômetros de Manaus).

A iniciativa faz parte das ações voltadas ao Projeto Prioritário de Citros e contou com a participação de 20 pessoas, entre produtores e técnicos.

As tecnologias incentivadas no cultivo, a exemplo da utilização de mudas de laranja-pera enxertadas em Citrandarin (trifoliata) Índio consorciada com a macaxeira, seguem as normativas preconizadas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa Amazônia Ocidental e Embrapa Mandioca e Fruticultura, na Bahia.

Durante a atividade, realizada na última semana, os participantes receberam informações teóricas e práticas sobre as técnicas corretas de podagem, preparação e aplicação de adubos, assim como os benefícios do plantio consorciado para diversificação da produção e garantia de renda.

O Idam busca trazer melhoria de vida para os produtores rurais e promover um equilíbrio ambiental, tendo em vista que um dos principais objetivos do projeto prioritário de citros é ensinar técnicas de plantio que visam o aumento da produção, sem que haja uma abertura de novas áreas”, destacou Antônio Joaquim Oliveira, engenheiro agrônomo e coordenador do Projeto Prioritário de Citros.

O Agricultor Agripino Avelino, do ramal Pico Bela Vista, conta que trabalha com o cultivo de macaxeira há 20 anos e ainda tem muito a aprender para melhorar a sua produção.

Todos os dias eu tento aprender um pouco mais. Estou participando dessa atividade para me especializar na adubação e na redução de hastes da macaxeira. Apesar de todo o tempo que tenho no campo, é sempre bom estar aprendendo as novidades para o setor. Esse trabalho do Idam tem sido fundamental, e sem esse órgão eu não estaria aqui”, ressaltou o agricultor.

Produção

As culturas de citros (laranja, limão e tangerina) são facilmente adaptadas ao clima da região e apresentam alta produtividade.

As culturas exigem investimentos de pelo menos quatro anos, para que no quinto ano as árvores comecem a produzir com toda a sua potencialidade.

Durante esse período, a área de cultivo é dividida com a macaxeira, consórcio que garante renda aos produtores por pelo menos três anos, até as raízes de citros tomarem conta da área.

Precisamos lembrar que o agricultor não tem hora de descanso. Quando eles vêm para uma atividade como essa, estão acumulando trabalho lá no campo deles. Então ficamos muito felizes quando conseguimos trazê-los para esse aprendizado. Esse conhecimento que eles adquiriram, com certeza irão compartilhar nas comunidades, ou seja, conseguimos alcançar nosso objetivo”, apontou José Maria Ferreira, técnico em agropecuário do Idam em Iranduba.

A unidade demonstrativa de citros consorciada com a macaxeira foi implantada em dezembro de 2021, e os resultados já são animadores.

O próximo passo será a realização de uma segunda adubação de cobertura com nitrogênio e potássio para as culturas. A previsão é que a atividade seja realizada no final de maio.

*Agência Amazonas

Foto: Gabrielli Silva e Nailson Castro/Idam

Edição Web: Bruna Oliveira

Leia mais:

Adaf encerra atividades voltadas à defesa vegetal em Humaitá

Entrega de documentos de nomeados em concurso do Idam inicia na segunda (18)

Idam desenvolve plantio de mandioca em São Gabriel da Cachoeira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.