×
Contexto

Bolsonaro faz nova promessa de preservar a ZFM: Dá para confiar?

Em vídeo que divulgou em suas redes sociais, o presidente disse que a redução do IPI não será o fim da ZFM

Divulgação

Em encontro com o governador Wilson Lima (UB), ontem em Brasília, o presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), prometeu novamente manter vivo o modelo Zona Franca de Manaus.

Em vídeo que divulgou em suas redes sociais, o presidente disse que a redução do IPI não será o fim da ZFM e garantiu, ainda, que tudo fará para garantir a competitividade e os empregos do modelo. Mas, não esclareceu como dará praticidade ao seu exercício retórico.

Na tarde de ontem, o titular da Sefaz, Alex Del Giglio, se reuniu com o ministro André Mendonça, relator da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) impetrada pela Procuradoria Geral do Estado (PGE) contra o decreto presidencial que fere de morte a ZFM.

Em defesa de David

Ouvidos pela coluna, aliados de David Almeida (Avante) reagiram à declaração do coronel Alfredo Menezes (PL), pré-candidato ao Senado, de que o prefeito não teria sido convidado para o encontro de ontem com Bolsonaro por reclamar da falta de investimento federal em Manaus.

Um vereador da base de David na Câmara Municipal de Manaus destacou que David “está sendo vítima de preconceito” e exigiu “respeito” ao mandatário, também preterido por causa de sua amizade com o senador Omar Aziz (PSD), aliado do ex-presidente Lula.

13° antecipado

O governador Wilson Lima confirmou a antecipação da primeira parcela do 13° salário para 108.287 servidores estaduais em atividade, aposentados e pensionistas nos dias 5 e 6 de maio. Serão injetados R$ 290 milhões na economia do estado.

A antecipação acontecerá nas vésperas do Dia das Mães, o que, segundo lideranças do segmento comercial, deverá turbinar as compras alusivas à comemoração da data.

De acordo com a Sefaz e a Fundação Amazonprev, o Estado possui hoje 83.110 servidores ativos e 25.177 beneficiários aposentados e pensionistas.

Prefeito ativo

O prefeito David Almeida escolheu a orla do Amarelinho, localizada na Avenida Rio Negro, bairro Educandos, na Zona Sul, para iniciar suas ações de assistência a quatro mil famílias de 19 bairros castigados pela enchente deste ano na cidade de Manaus.

A desobstrução de igarapés e a construção de pontes de madeira em locais estratégicos são algumas das medidas urgentes a serem implementadas pelo prefeito no combate à enchente.

Silas complicado

O Comitê Amazonas de Combate à Corrupção formalizou denúncia contra o deputado federal Silas Câmara (Republicanos) à Procuradoria Regional Eleitoral do Amazonas ( PRE/AM).

O pano de fundo envolve pedidos de votos feitos pelo vice-presidente da Igreja Assembleia de Deus (IEADAM), pastor Moisés Melo, aos fiéis da congregação religiosa em benefício de Silas Câmara juntamente com os pré-candidatos Dan Câmara e Joelson Silva.

O crime eleitoral ocorreu no sábado (23), no auditório da Igreja Canaã, no Japiim.

Aposentadoria

O deputado Adjuto Afonso (UB) comemorou nas suas redes sociais a aprovação, por unanimidade, na Assembleia Legislativa, do projeto de lei que reajusta o valor da complementação da aposentadoria de pessoas mutiladas ou deformadas pela hanseníase.

Desde seu primeiro mandato, em 1988, o parlamentar acompanha as ações do Movimento da Integração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (Moham), participando da luta contra o preconceito sofrido pelos portadores da doença no Amazonas.

PL dos policiais

O governador Wilson Lima está encaminhando à Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) o Projeto de Lei de Integralidade e Paridade da Polícia Civil do Estado em relação à aposentadoria da categoria.

Wilson fez o anúncio na terça-feira (26) em reunião com representantes dos sindicatos dos delegados, comissários, investigadores, escrivães e peritos.

Segurança

A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) e o Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) debatem um termo de cooperação para garantir a segurança e integridade dos custodiados pela Justiça.

No início da semana, o vice-presidente do TJAM, desembargador Elcy Simões, discutiu a questão com representantes da SSP, acertando detalhes para a elaboração de um Termo de Cooperação Técnica entre a Corregedoria-Geral da SSP e o TJAM.

Conteúdo misógino

A Assembleia Legislativa aprovou ontem projeto de lei de autoria da deputada Alessandra Campêlo (PSC) que cria a campanha de conscientização contra conteúdo misógeno e estimulador de violência sexual no ambiente virtual, no âmbito escolar e universitário do Estado.

Subscrito pela deputada liberal Therezinha Ruiz, o PL possui simetria com a lei 13.642/2018, sancionada ex-presidente Michel Temer, que acrescenta à Polícia Federal a atribuição de investigação de casos de misoginia na internet.

A norma determina que a PF possa investigar a propagação de conteúdos que difundam ódio ou aversão às mulheres na rede mundial de computadores.

Mirante sob risco

Apesar dos alertas da Prefeitura de Manaus sobre riscos de deslizamento do barranco que sustenta a orla do Mirante do Encontro das Águas, visitantes, moradores do local, pescadores e curiosos continuam a frequentar o local sem ligar para o perigo.

Conforme membros do movimento SOS Encontro das Águas, os frequentadores do Mirante alegam desconhecimento sobre a interdição da área onde está prevista a construção do Parque Encontro das Águas, com base em projeto do falecido arquiteto Oscar Niemeyer.

Guerra no Twitter

O senador Omar Aziz (PSD-AM) usou sua conta no Twitter para reagir contra manifestação do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, favorável ao indulto concedido pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) ao deputado federal Daniel Silveira.

Na opinião de Mello, “não há crime algum do presidente, que está exercendo o mandato e foi eleito para isso, não há desvio de finalidade”.

Discordando, Omar atacou nas redes: “Quem é você, ex-ministro Marco Aurélio Mello, para falar em inconstitucionalidade? Logo você que soltou traficante sem maiores explicações; logo você que afastou presidente do Congresso monocraticamente”.

Ação nas redes

Quem está investindo forte nas ferramentas das redes sociais é o pré-candidato a deputado federal Pauderney Avelino (UB).

Detentor de vários mandatos legislativos em Brasília, ele se movimenta principalmente no Facebook, Instagram e WhatsApp para interagir com eleitores e turbinar seu projeto de retorno à Câmara.

Invasão no Javari

Já chegou à Polícia Federal ofício do deputado federal Zé Ricardo (PT) pedindo providências urgentes contra invasão de garimpeiros na Aldeia Jarinal, localizada no alto Rio Jutaí, na Terra Indígena Vale do Javari, Oeste do Amazonas.

O ofício do parlamentar se baseia em denúncia do Conselho Indigenista Missionário (Cimi), Regional Norte I, e da Equipe de Apoio aos Povos Indígenas Livres (Eapil/Cimi).

Além da PF, Zé também acionou a Fundação Nacional do Índio (Funai), o Ministério da Justiça e Ministério Público Federal (MPF).

Sexo e bebedeira

Segundo Zé Ricardo, a denúncia das organizações indígenas envolve abusos sexuais contra mulheres indígenas.

De acordo com as entidades, garimpeiros chegam à aldeia promovendo festas e distribuindo bebidas alcoólicas, embriagando os indígenas e cometendo crimes sexuais contra mulheres, incluindo menores de idade.

O objetivo maior é aliciar os povos para a exploração de ouro na região.

Leia mais:

Casa da Criança de Manaus em Páscoa

O Relp e o drama da ZFM

Diferença de Lula para Bolsonaro cai para 9% e agita redes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.