×
Contexto

Omar encara bolsonaristas que detonam a ZFM no Congresso

Em discurso da tribuna do Senado, Omar disse que o comportamento dos bolsonaristas “é uma forma medíocre de se fazer política"

Divulgação

No Congresso Nacional, a bancada federal do Amazonas, sob a liderança do senador Omar Aziz (PSD), trava dura batalha contra grupos de parlamentares bolsonaristas que, desinformados e a serviço de outros interesses, detonam a Zona Franca de Manaus.

A pinimba contra o modelo aumentou depois que o ministro do STF Alexandre de Moraes tirou a ZFM dos decretos presidenciais que reduziram o IPI.

Em discurso da tribuna do Senado, Omar disse que o comportamento dos bolsonaristas “é uma forma medíocre de se fazer política, jogar um estado contra o outro, eles dão opinião sem se aprofundar para saber se aquilo é verdadeiro ou não”.

Polícia Civil

Conforme determinação do governador Wilson Lima, a Fundação Getulio Vargas (FGV) vai providenciar a correção de mais provas discursivas do concurso para a Polícia Civil do Amazonas, visando ampliar o cadastro de reserva.

Será corrigido o sêxtuplo do número de vagas ofertadas no edital para os cargos de escrivão, investigador e delegado.

O concurso é uma iniciativa do governador prevista no planejamento do programa Amazonas Mais Seguro, buscando reforçar o efetivo das forças de segurança.

Gigantes da Floresta

O prefeito David Almeida lança, na manhã de hoje, o projeto Parque Gigantes da Floresta, na confluência das zonas Norte e Leste.

O parque abrangerá ma área de mais de 134 mil metros quadrados, com 2,3 quilômetros de extensão, entre os bairros Novo Aleixo e Tancredo Neves.

O Parque Linear terá estruturas de lazer interativo, prática de esportes, cultura, playgrounds, quadras, pistas de caminhada, ciclovia, contemplação e turismo.

Reconduzidos

Afastados pelo TRE-AM por abuso de poder econômico na disputa eleitoral de 2020, o prefeito Antônio dos Santos (PP), e o vice-prefeito Cleucivan Reis (Avante), foram reconduzidos aos cargos, ontem, por decisão da desembargadora Carla Reis, do TJAM.

“O afastamento do cargo majoritário do chefe do Executivo Municipal poderá trazer prejuízo irreparável ou de difícil reparação, portanto assegurando este Juízo a continuidade do serviço público nos termos do mandato do prefeito, e assim prestigiando a soberania popular”, escreveu Carla.

Advogados presos

Já corre no TJAM ação do procurador-geral de Justiça do Amazonas, Alberto Nascimento Júnior, tentando alterar uma lei datada de 2021 que assegura regalias a advogados presos em caráter provisório.

A lei, de autoria do deputado estadual Carlinhos Bessa (PV), permite privilégios como acesso a celular e o uso das redes sociais.

Bloqueio de contas

Ação movida pelo MP-AM obriga a Prefeitura de Urucurituba a pagar o abono Fundeb, pertinente a 2021, aos trabalhadores da educação do município.

Autor da ação, o promotor de Justiça Kleyson Barroso pediu o imediato bloqueio das contas da Prefeitura, com multa diária de R$ 10 mil, em caso do não cumprimento do pagamento.

Rede 56

Avançou na Câmara Municipal de Manaus o projeto de lei do Executivo Municipal que prevê a instalação de infraestrutura de suporte para a Estação RadioBase (ERB) autorizados ou homologados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

As antenas da rede 5G serão acopladas às que já existem. As antenas de 4G, por sua vez, devem ser adaptadas para funcionar em paralelo à nova infraestrutura de conexões enquanto os dois sistemas coexistirem.

Enquanto a média da velocidade do 4G no Brasil é de 19,8 Mbps (megabits por segundo), o 5G pode chegar a até 10 Gbps (gigabits por segundo), 100 vezes mais rápido do que o 4G.

De quem a culpa ?

Para o deputado estadual Serafim Corrêa (PSB), a culpa pelo absurdo reajuste dos preços dos combustíveis, que resultou na inesperada exoneração do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, não pode ser atribuída a outra pessoa que não o presidente da República.

No entender do parlamentar, Bento foi exonerado também por se opor ao “Centrãoduto”, um projeto de R$ 100 bilhões que visa a construção de gasodutos vistos com desconfiança pela opinião pública e que o Centrão quer aprovar a toque de caixa no Congresso Nacional.

Bela Queiroz

A cantora e compositora Bella Queiroz se apresenta nesta sexta (13), às 21h, no Quintal de Ana’s, localizado na Rua Joaquim Nabuco, 2324, Centro.

No repertório haverá muito rock e pop, com clássicos dos gêneros e sem deixar faltar a MPB. O couvert artístico é de R$ 10.

Bella Queiroz ganhou notoriedade no Sudeste do país integrando a turnê do projeto “Canta Manaus”, pela Prefeitura Municipal de Manaus e percorreu também a Chapada dos Veadeiros (GO).

Seletivo da PGE

Encerram-se nesta sexta-feira as inscrições para o processo seletivo de estágio administrativo na Procuradoria Geral do Estado (PGE-AM).

Estudantes que cursam a partir do 2º período do ensino superior em administração, contabilidade, economia, tecnólogo em serviços judiciais e notariais ou tecnólogo em gestão pública, devem enviar o currículo para o e-mail [email protected], com o título “Estágio Administrativo”.

Centro interditado

A interdição da Rua dos Barés, no Centro Histórico de Manaus, é uma das medidas de extrema urgência adotadas pelo prefeito David Almeida para minimizar os estragos causados pela enchente deste ano na capital do Estado.

A medida, em vigor desde ontem, busca reorganizar o tráfego na área próxima ao Mercado Adolpho Lisboa.

Na Feira da Manaus Moderna a Prefeitura está colocando marombas para assegurar a atividade comercial na área.

Até que enfim

Finalmente o Procon-AM parou de apenas enviar notificações e multou alguém.

A empresa multada foi a Claro/NET, castigada em R$ 3.649.166,67 pelo apagão de internet do dia 15 de fevereiro, em Manaus.

A empresa se recusou a prestar informação sobre o número de consumidores afetados pelo apagão e de que forma abateria o valor correspondente nas faturas que iriam vencer. Por isso foi multada.

Cobrança geral

Para internautas, o Procon-AM também precisa ser duro em suas fiscalizações para coibir a propaganda enganosa em diversos estabelecimentos comerciais.

Recentemente, o órgão notificou o McDonald’s por vender o sanduíche McPicanha sem carne em sua composição e também a rede de fast food Burger King.

Segundo os internautas, o Procon dá dez dias de prazo para os infratores se explicarem, o que é desnecessário por conta da infração constatada. “A propaganda enganosa é crime e como tal deve ser punido imediatamente”, diz um internauta.

Leia mais:

A ousadia garimpeira

Cigarro eletrônico: A nova face do mal

Uma vitória de todos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.